sábado, 18 de outubro de 2014

Lição 04 – Ser e Fazer


(Tiago 1:22-27) 

Introdução: Quantas vezes você tem recebido conselhos? Para mim, parece que estou sempre recebendo conselhos dos outros. Alguns me são dados, mesmo que eu não tenha pedido por eles. Alguns eu peço porque , realmente, quero. Muitos conselhos vêm ao meu encontro, apenas no dia a dia, como deltalhes da vida. Há poucos dias, eu estava ajudando a montar um carro de brinquedo para minha neta, que era grande o suficiente para ela sentar. O fabricante deu-me conselhos sobre como montá-lo mas, decidi que alguns dos conselhos estavam errados e, então, descobriu-se que eu estava certo. Por outro lado, quando o GPS de meu celular me recomenda o sentido da direção do carro, levo muito a sério o conselho. O modo como reagimos aos conselhos reflete o que nós pensamos sobre a origem destes conselhos. Este é nosso estudo da Bíblia nesta semana. Vamos direto à ferramenta!



I. O Engano

A. Leia Tiago 1:22. Frequentemente, ouço ou leio conselhos que são um lixo. Por que Tiago disse que ser apenas ouvinte da palavra é um tipo de engano?

1. Para tentar não ser enganado, não aceito conselhos indesejáveis. O que Tiago estava salientando sobre os ouvintes da palavra? (Ele destacou que conselhos não são indesejáveis. Tiago se referia “à palavra” que é uma referência à Bíblia. Os ouvintes não acreditam que um conselho seja indesejável. No entanto, eles agem como se os conselhos fossem lixo, pois não o seguem.)

a. Onde está o engano nisto? (Aparentemente, esses ouvintes estão enganando-se a si mesmos. Eles afirmam que a Bíblia lhes dá bons conselhos, mas eles falham ao seguí-los. Se eles falham ao seguir os conselhos, eles estão enganados ao pensar que são bons cristãos.)

(1) Você conhece pessoas assim?

B. Veja, novamente, Tiago 1:22. Qual é a cura para este engano? (Tiago nos disse para fazer o que a Bíblia nos explica que devemos fazer.)

II. O Espelho

A. Leia Tiago 1:23-24. Por que você olha para seu rosto, em um espelho? (Eu quero ter certeza de que tudo está certo.)

1. Como você sabe se algo está errado? (Você sabe, supostamente, como está sua  aparência.) 

2. Por que você “olharia” para a lei? (A lei é “como as coisas devem ser” em sua vida. Se sua vida não é como você supõe que deva ser, você deveria mudar as coisas - a menos que você estivesse enganando-se a si mesmo.)

B. Considere, novamente, Tiago 1:23-24. Se alguém lhe dissesse que logo após olhar-se no espelho, esquece sua aparência, o que você pensaria? (Que há algo, seriamente, errado com a pessoa. Não devemos ser, somente, como nós parecemos (como você pode esquecer?) mas, olhamos para ver se está tudo certo. Uma vez que procuramos o que está errado, como poderemos esquecer?)

1. Você pode pensar em alguma outra explicação para uma pessoa esquecer isto -exceto que há algo errado com seu cérebro? (Se você esquece, imediatamente, pode ser que você não se importe se algo estiver errado. Se você não se importa com sua aparência, por que deveria ser importante lembrar?)

2. O que Tiago estava querendo salientar? (Se fixarmos o olhar na lei e vermos que nossa vida não está de acordo com o que a lei sugere, mas não fazemos nada para resolver o problema, isto indica que, ou há alguma coisa errada com nossa mente, ou não nos importamos..)

a. Existe alguma outra explicação que você possa dar? (Pensamos que um conselho não seja bom. Se pensarmos que a Bíblia contém conselhos indesejáveis, como poderemos afirmar que somos cristãos? Isto nos leva de volta ao ponto destacado por Tiago. Se acharmos que a Bíblia contém bons conselhos e não os seguimos, estaremos nos enganando, quanto a sermos cristãos.)

b. E se pensarmos que somente parte da Bíblia contém bons conselhos? Na introdução,escrevi sobre as instruções para montar o carro de brinquedo. Seguimos a maior parte das instruções, mas eu sabia que  havia algo errado. Esta é uma abordagem aceitável para a Bíblia? (Minha atitude com as instruções de montagem era que eu iria aceitar ou rejeitar qualquer uma delas. Se levarmos em conta o  enfoque da Bíblia, então seremos nosso próprio deus. Adoraremos nossas próprias opiniões e teremos a arrogância de achar que sabemos mais que nosso Criador.)

III. A Liberdade

A. Leia Tiago 1:25. Que liberdade você encontra, olhando para um espelho? (Se eu olhar para um espelho e ver que não há nada errado, isso me traz a liberdade que vem de confiar em minha própria aparência. Não terei que me preocupar se eu tiver alguma coisa presa em meus dentes, ou se minhas calças estiverem com o zíper aberto, ou se o colarinho de minha camisa estiver sujo.)

1. Tiago escreveu que a lei nos dá muito mais liberdade do que o espelho. O que ele quis dizer com isto? (Quando estudamos a série de lições sobre a lei, constatamos que nosso Deus Criador nos ama e sabe o que é melhor para nós. A razão de Sua lei é nos mostrar como viver, evitando que nós mesmos nos prejudiquemos. A lei reflete o amor de Deus por nós. A lei reflete a sabedoria de Deus, para evitar nosso sofrimento. Isto é liberdade!)

B. Veja, novamente, Tiago 1:25. Observe que Tiago continua dizendo que a pessoa  olha para o espelho da lei, não esquece daquilo que vê, e age de acordo com o que vê. Qual é o resultado disto? (Uma vida abençoada.)

1. Leia Tiago 1:17. Por que obedecer a lei tem como resultado uma vida abençoada? (Deus nos dá boas dádivas. A lei é uma destas boas dádivas, que tornam nossa vida melhor.)

2. E quanto às pessoas para as quais Tiago estava escrevendo? Não eram aquelas pessoas que tiveram que abandonar suas casas, por causa da perseguição? (Leia Tiago 1:12. Tiago disse que pelos menos as bênçãos virão com a vida eterna. Tiago 1:15 esclarece que o desfecho alternativo é a morte.)

IV. A Língua e os Órfãos

A. Leia Tiago 1:26. Tiago estava escrevendo como a língua de um sapo, sempre arremessando em uma nova direção? O que este discurso tem a ver com espelhos? (Leia Provérbios 27:19 e Mateus 12:34-37. Provérbios 27 nos diz que, assim como um espelho (neste caso, a água) nos mostra como nosso rosto se parece, também nosso coração reflete o que somos. Jesus acrescenta, em Mateus 12:37, que nossas palavras refletem, com tanta exatidão, o nosso coração e que elas servirão de base para nosso julgamento. Assim, nossas palavras são espelho do nosso coração.)

1. Isto levanta uma questão prática muito séria. A resposta de Tiago (Tiago 1:26) é “refreie [sua] língua.” Será que isto funciona? Isto não seria tentar modificar seu espelho, para você ter uma aparência melhor? 

2. O que Tiago quis dizer sobre o estado de uma pessoa, cuja língua reflete um coração mau? (Esta pessoa está enganada e sua religião não tem valor algum. Esta idéia de enganar-se a si mesmo era um tema familiar para Tiago. Isso me faz pensar se não era mais plausível que Tiago dissesse que a língua deveria ficar em estado de alerta, se houvesse algo seriamente errado, com seu coração. Confio que ele não estivesse sugerindo que, simplesmente  ao refrear sua língua, seu coração se transformaria.)

3. Releia Tiago 1:19. O que Tiago sugere sobre a língua, aqui? (Pense antes de falar. Ser mais deliberados com o que vamos falar, torna-se um bom ponto de partida para ficarmos longe de problemas e para que nosso caráter seja avaliado.)

B. Leia Tiago 1:27. A religião que Deus aceita é fazer boas obras para aqueles que estão em dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo? Olá, salvação pelas obras! O que você acha: Tiago estava querendo dizer aos outros, que somos salvos pelas nossas boas obras? (Suponha que Tiago ainda estivesse em seu tema sobre espelhos. A lei é um espelho pelo qual comparamos nossa vida. Nossas palavras são um espelho que reflete nosso coração. Isto significaria que, ajudar aqueles que não podem nos ajudar (viúvas e órfãos) é um espelho de nossa experiência religiosa. Evitar praticar os valores do mundo é, também, um espelho de nossa experiência religiosa.)

C. Amigo, se você aceita a Bíblia como um guia autorizado para a vida, como você se avalia no teste do espelho? Se isto é um estado de alerta para você, por que não pedir ao Espirito Santo, neste momento, para iniciar o processo de transformação de seu coração?

V. Próxima semana: “O Amor e a Lei”

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2014, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2014.html"

**********************************

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Lição 3 - Suportando a Provação


(Tiago 1:12-21) 
Introdução: Vamos rever nossas duas últimas lições. Tiago escreveu para os judeus cristãos que haviam fugido de suas casas, por causa da perseguição. Tiago lhes disse que eles deveriam encontrar alegria nas provações. Aqueles que fugiram de suas casas, provavelmente, foram incapazes de levar todos os seus pertences com eles. Então, logo Tiago sugere que eles deveriam ter orgulho de suas “humildes condições”. Alegria e orgulho, para aqueles que lidam com problemas sérios. Estes são ensinos desafiadores. Que maravilhoso seria se você pudesse ficar alegre e orgulhoso, no meio das dificuldades! Vamos correr para nosso estudo bíblico, para ver que solução desafiadora Tiago revela, a seguir!




I. A Coroa da Vida

A. Leia Tiago 1:12. Qual é a recompensa ao final de todas as dificuldades? (“A coroa da vida!”)

1. Como você recebe esta coroa? Como você adquire a vida eterna? Tiago nos oferece duas possibilidades:

a. Perseverando na provação, ou,

b. Amando a Deus.  Qual delas você acha certa: uma, ambas, ou nenhuma delas?

B. Leia Tito 3:4-7. De que maneira estes versículos elucidam Tiago 1:12? (Tito nos diz que não somos salvos “por causa dos atos de justiça, por nós praticados”. Isto significa que “perseverar na provação” não é a resposta correta, se “provação” for algum tipo de trabalho.  Tito afirma que fomos salvos “quando se manifestaram a bondade e o amor pelos homens, da parte de Deus, nosso Salvador”. Amar o Deus que nos amou primeiro tem que ser a resposta correta.)

1. Se você também gosta que “perseverar na provação” seja uma resposta correta, o que você acha que constitui a "provação"?” (A provação {ou teste} da fé funcionaria. Lembre-se que, na semana passada, Tiago escreveu que “fé” é essencial para receber o que vem de Deus. ( Tiago 1:6-7.)

II. A Tentação

A. Leia Tiago 1:13. Pense, novamente, na situação daqueles a quem Tiago estava escrevendo. Por que eles estariam inclinados a pensar que Deus os estaria tentando? ( Ele eram novos convertidos ao cristianismo. Logo após se converterem, eles tiveram que fugir. Em seu novo lar, eles se tornaram imigrantes pobres. De quem era a culpa por sua corrente provação? (Você pode ver que, aonde eles estavam sendo tentados, eles culpavam Deus. Essa é uma razão para Tiago ter escrito que Deus lhes daria uma  coroa!)

B. Leia Tiago 1:14. Como nós somos tentados? (Sabemos, a partir da história de Eva (Gênesis 3:1-6) que satanás e nossas esposas podem nos tentar. Mas, este texto diz que tentamos a nós mesmos.)

1. Isso significa que temos uma tendência natural para o mal? (Sim!)

2. Leia Isaias 64:6. O que este texto diz sobre nossas obras? (Elas são como trapo imundo. Claramente, nós temos um problema.)

C. Veja, novamente, Tiago 1:14. Qual é a força de nossas próprias tentações”? (Aparentemente, forte o suficiente para nos "arrastar".)

D. Leia Tiago 1:15. Você já viu um enorme rio e se perguntou onde ele começa? Onde começa o pecado que vai nos matar? (Ele começa com nossos próprios maus desejos. Ele começa em nossas mentes.)

1. Em sua experiência, isto parece certo ou errado? Quantas vezes você apenas "tropeçou" no pecado? Foi, puramente, um acidente. Quantas vezes seu pecado resultou do alento dado a ele, em seus pensamentos ou, quem sabe, você achou que ele fosse uma forma menos importante de pecado?

E. Leia Mateus 15:17-19. De acordo com Jesus, qual é a fonte do pecado? (O“coração”. Quando Jesus falou “coração”, Ele quis dizer nossos pensamentos, nossos desejos. Tiago e Jesus concordam que o pecado tem um padrão previsível. Primeiro, a idéia gira em nossa mente. Depois de pensar o suficiente sobre ela, começamos a agir. Em algum momento, o pecado torna-se "consumado" (Tiago 1:15) e, se continuarmos pecando, morremos.)

F. Leia Romanos 8:5-8. O que deveríamos fazer acerca de nossos maus desejos? (Não ter a mente voltada para estas coisas.)

1. O que você acha que significa "ter a mente voltada"? Será que quer dizer não ficar pensando nas coisas más que criam problemas para você?

2. Leia Romanos 7:7-11. Qual é a fonte da cobiça? (O pecado e o mandamento para não cobiçar.)

3. Pense sobre isso. Se deixarmos nossa mentes permanecerem em algum tipo de erro, este se torna o caminho para o pecado. Mas, se nos concentrarmos nos mandamentos, eles irão nos dizer para não cometermos coisas más, que produzem maus desejos. Qual é a solução? (Se meu pensamento estiver correto, devemos evitar pensar sobre o pecado, e evitar pensar sobre o mandamento que diz para não cometer o pecado.)

G. Leia, novamente, Romanos 8:5. Qual é a solução para a batalha em nossa mente? ( Em vez de se concentrar em seus pecados - ou no pecado ou, na proibição - pense sobre o que Deus tem em mente para nós. Focar naquilo que você pode fazer, para o avanço do Reino de Deus.)

H. Leia Tiago 1:16. Esquadrinhe o contexto. Qual você acha que era a decepção de Tiago? (Tiago apenas refutou a idéia de que Deus nos tenta. O contexto sugere que não devemos ser enganados pela idéia de que Deus vai nos tentar.)

I. Leia Tiago 1:17. Sobre que tipo de dádiva Tiago escreveu aqui? O que o contexto sugere? (O contexto sugere que ainda estamos falando sobre tentação. Se estou certo, isso reforça a idéia de que não devemos insistir no pecado, não devemos nos debruçar no mandamento que causa em nós o querer pecar e, não devemos nos alimentar na fonte da infelicidade, da ansiedade ou da insatisfação. Em vez disto, devemos nutrir-nos nas grandes bênçãos que Deus nos tem dado e em como podemos fazer avançar Sua obra.)

1. Será que minha interpretação acerca disto faz algum sentido para aquelas pessoas que foram expulsas de suas casas e se tornaram pobres? (Você pode ver que, aquilo que Tiago argumentou, faz um círculo completo? Tiago disse que a alegria e o orgulho podem ser percebidos em tais circunstâncias. Alegria e orgulho são dádivas, que se debruçam sobre as dádivas de Deus.)

III. O Dom da VIda

A. Leia Tiago 1:18. Que nascimento é referido, aqui? (Leia 1 Pedro 1:3-4. Tiago não estava falando sobre o nosso nascimento mas, sim, sobre a nossa salvação.)

B. Veja, de novo, Tiago 1:18. Como podemos ser salvos? (“Pela palavra da verdade”.)

1. Qual é a “palavra da verdade”? (João 1:1 nos disse que Jesus é a “Palavra”, mas acho que Tiago quis dizer isso de forma mais ampla - os ensinos sobre Jesus.)

2. Os "primeiros frutos" são bons? (Fausset* nos disse que “o produto da terra foi consagrado a Deus pela consagração dos primeiros frutos”. Tiago incentivava estes primeiros cristãos, dizendo que eles eram especiais para Deus, pois eles eram o início da safra. Sintam-se encorajados!) {*Comentários Bíblicos e Explicativos da Bíblia, escritos por Robert Jamieson, A.R.Fausset e David Brown}

             a. Qual foi a mensagem geral para os cristãos perseguidos? (Vocês são especiais. Vocês são os primeiros. Suas provações trazem a vocês a maturidade que lhes concede alegria. Deus não lhes trouxe estes problemas, Ele apenas lhes deu boas dádivas.)

IV. A Sabedoria em Ação

A. Leia Tiago 1:19-20. Consideramos estes versículos em uma lição anterior e decidimos que este é um conselho que nos concede maior inteligência emocional.  Releia Tiago 1:13. Qual foi o maior problema para estes cristãos primitivos? (Eles poderiam ter pensado que, por causa do sofrimento e morte de Jesus, Deus estava lhes trazendo sofrimento, perseguição e pobreza. Tiago disse, essencialmente: “Isto não é verdade. Deus dá apenas boas dádivas. Isto é obra de satanás. Deixem essas informações naufragarem. Pensem sobre isto, ao invés de falar. Não se apressem em irar-se.”)

B. Leia Tiago 1:21. Tiago escreveu “o que pode salvar você.” Salvar-nos do que? (Aprendemos, anteriormente, que não ganhamos a vida eterna, por causa de nossas obras. Isto deve significar que, aceitando a palavra de Deus, que nos livra de “toda impureza moral e da maldade que prevalece,” nos salva dos problemas.)

1. Por que Tiago nos diria para “aceitar humildemente” a palavra de Deus? (O ensino de Tiago parece ser um contra senso. Ele disse que perseguição traz alegria. Podemos achar que “impureza moral” traz alegria mas, na verdade, ela traz problemas. Tiago disse que devemos deixar de lado nosso orgulho e aceitar as palavras que nos darão alegria e paz.)

C. Amigo, e quanto a você? Você está disposto a aceitar as palavras de Tiago, que parecem contrárias às mensagens do mundo? Você está disposto, a partir de agora, a aceitar seu conselho, para dar uma oportunidade a sua vida?

V. Próxima semana: "Ser e Fazer" 

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2014, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2014.html"

**********************************

domingo, 5 de outubro de 2014

Lição 02 - O Aperfeiçoamento da Fé


(Tiago 1:2-11) 
Introdução: Em Mateus 5:10-12, Jesus disse que os perseguidos “por causa da justiça” são bem aventurados, e aqueles que são insultados e difamados por causa de Seu nome, são bem aventurados. A maioria das pessoas ponderariam se isto seria um mau dia no trabalho! O Dalai Lama {título de uma linhagem de líderes religiosos do budismo tibetano} tem algumas coisas interessantes para dizer quanto a ser maltratado pelos inimigos. Ele diz algo como: "Quantos inimigos você tem? Quantas pessoas maltratam você? Considere isto uma oportunidade única para melhorar seu caráter!” Jesus e Tiago nos apontam o caminho para o céu, o Dalai Lama, não. Porém, todos eles entendem a relação entre dificuldade e o desenvolvimento do caráter. Vamos mergulhar em nosso estudo da Bíblia e aprender mais!

I. Provações

A. Leia Tiago 1:2-4. O que as provações e os testes fazem por nós? (Discutimos isto semana passada. Eles nos tornam maduros e íntegros - temos todas as ferramentas necessárias para seguir na direção de uma vida reta.)

B. Leia Tiago 1:5. Espere um minuto! Se ser maduro e íntegro faz parte de um kit de ferramentas completo, por que Tiago menciona sabedoria? 

1. Sabedoria é o mesmo que maturidade? (Maturidade pode significar, simplesmente, “velho” e, todos nós sabemos que, algumas pessoas idosas não são sábias.)

2. Pense um pouco sobre isso. Tiago disse que tempos difíceis nos ensinam a perseverar e amadurecer. Como isto é diferente de sabedoria? 

3. Se sabedoria é diferente, qual sua relação com a questão de sermos provados? (Uma experiência difícil pode nos dar lições de sabedoria, para lidar com este tipo de problema. Mas, é preciso sabedoria para perceber isto. Tiago nos disse coisas que não gostamos de ouvir - provações e testes nos fazem algum bem. Aí ele disse que, se isto não faz sentido para você, peça a Deus, sabedoria.)

II. Sabedoria

A. Veja, novamente, Tiago 1:5. Como adquirimos sabedoria? (Pedindo-a a Deus!)

1. Se você é honesto, as suas “provações” e “dificuldades” são culpa sua? Se você tivesse sido sábio desde o início, teria evitado estes problemas?

a. Este é um outro aspecto da sabedoria - ela não nos mostra, somente, o benefício das provações, mas nos ajudará a evitar passar por elas?

2. Em Mateus 5:10, Jesus disse que somos bem aventurados quando nossas dificuldades surgem de fazermos o que é certo ou de O apoiarmos. Tiago não limitou a origem das dificuldades, embora ele se refira à “prova de sua fé” (Tiago 1:3). As dificuldades são uma oportunidade para aprendermos, independente da uma razão para ela? (Acho que sim.)

3. Com que frequência ensinamos nossos jovens sobre sabedoria? Você pode aprender as coisas pela maneira mais difícil ou pelo caminho mais fácil. Se você cria seus próprios problemas, você tem oportunidade de aprender. Mas, se você pedir sabedoria a Deus, pode aprender sem sofrer. Isto é algo que salientamos?

a. Um pouco de dor é inevitável? (Jesus se referiu ao sofrimento que resulta de fazer a coisa certa. Viver num mundo de pecado nos aproxima do sofrimento.)

B. Veja, novamente, Tiago 1:5. Por que o texto refere que Deus dá liberalmente “e não censura”?{Versão Almeida Revisada. A NVI diz, "a todos dá, livremente, de boa vontade}. Por que mencionar isto, no contexto de pedir sabedoria a Deus? (Deus não vai dizer: “Você foi tão estúpido no passado ou cometeu tantos erros, para merecer sabedoria”.)

1. Como inteligência é diferente de sabedoria? Ou elas são a mesma coisa? (Sabedoria pode ser chamada de “inteligência emocional” e , é algo que pode ser aprendido. Você nasce com uma determinada quantidade de inteligência e, aumentá-la é difícil. Mas, sua sabedoria pode aumentar,  significativamente.)

C. Leia Tiago 1:19-20. Que lições de sabedoria encontramos aqui? (Estas são as regras da inteligência emocional. Ouça antes de falar. Ouça com atenção. Pense sobre o que você está prestes a dizer e, não fale se você estiver irritado. A regra é que ouvir deve ser automático. Falar ou ficar irritado deve ser, cuidadosamente, considerado.)

1. O que isto tem a ver com dificuldade? (Se você seguir esta regra, o número de dificuldades que você vai enfrentar diminuirá, consideravelmente.)

III.

A. Leia Tiago 1:6-8. Qual é o contexto, aqui - o que esta pessoa está pedindo? (Sabedoria.)

1. O dom da sabedoria de Deus está garantido se pedirmos e acreditarmos? (Sim! Tiago disse que somente a dúvida, nos impedirá de receber o dom.)

2. Qual é o problema em duvidar? (A dúvida permite que nossas emoções viajem para todos os lados. Torna-nos instáveis. Pior, a dúvida nos nega o dom da sabedoria.)

B. Veja, novamente, Tiago 1:8. Quão sério é o problema de duvidar de Deus? (Torna-nos instáveis, em tudo o que fazemos.)

C. Você conhece pessoas assim? Elas têm uma fé fraca. Eles estão sempre enfrentando algum tipo de dificuldade. O resultado é que suas vidas são como que “sopradas e agitadas” {semelhantes às ondas do mar, levadas e agitadas pelo vento}. Tiago disse que a cura é acreditar em Deus.

IV. Orgulho

A. Leia Tiago 1:9 e Provérbios 8:12-13. Tiago apenas nos disse que, se pedirmos sabedoria a Deus, Ele a dará para nós. Provérbios acrescenta que a sabedoria odeia o orgulho. Agora Tiago disse que "o irmão em condição humilde" deve orgulhar-se. Tiago estava confuso? 

1. Estas pessoas em “condição humilde” são as que duvidaram e perderam a sabedoria? (É difícil acreditar que Tiago estivesse falando de “orgulho.”  Na verdade, acho que ele estava dizendo que se nós vivermos modestamente, por sermos pobres, não há vergonha nisto.)

B. Leia Tiago 1:10. Vamos tentar a paráfrase de Bruce Cameron : “Estes pobres ricaços deveriam ficar felizes ao saber que irão morrer em breve”. Você acha que isto reflete o ensino da Bíblia, em geral?

1. Leia Eclesiastes 5:19 e Deuteronômio 28:12-13. O que esses versículos dizem sobre riqueza? (Dizem que a riqueza e o gozo da riqueza são um presente de Deus. São recompensa pela obediência.)

2. O que você acha: existe uma conexão entre ser pobre e ser justo?

C. Leia Tiago 1:11. Aqui está uma dica sobre riqueza - o cara rico morre, enquanto ainda está trabalhando! Não é de admirar que ele seja rico. Tiago estava dizendo que as pessoas ricas morrem mais facilmente?

1. Acredito que toda Bíblia é inspirada por Deus. Como entender esta nota desagradável de Tiago, sobre a riqueza, quando a Bíblia diz, em outra parte, que a riqueza é uma benção de Deus? (Não acho que Tiago quisesse dizer que as pessoas pobres deveriam ficar orgulhosas e, as ricas deveriam esperar morrer em breve - como se riqueza causasse morte. Em vez disso, Tiago estava dizendo que, mesmo ricos ou pobres, todos nós estamos sujeitos à morte. A dignidade humana existe para todos, enquanto houver vida. O rico ainda pode ser rico (“em meio aos seus afazeres”), mas isto não impede que ele venha morrer como uma pessoa pobre.)

2. Leia Eclesiastes 9:4. Você preferiria ser um leão ou um cachorro? (Um leão!)

a. Você preferiria ser um cão vivo ou um leão morto? (Salomão votou em ser um cão vivo. Acho que o ponto, para Tiago, é que a morte é o grande equalizador. Os ricos não devem pensar que são superiores porque eles, também, morrerão.)

D. Leia Lucas 8:14. Esta é uma parte da parábola de Jesus, sobre o Reino de Deus ser como uma semente plantada pelo agricultor. Aqui, qual é cautela {que se deve ter} quanto à riqueza? (Os ricos podem ficar "sufocados pelas preocupações,pelas riquezas e pelos prazeres desta vida" e se afastarem do evangelho.)

E. Leia Provérbios 18:11. Isto é verdade? (Sim. O dinheiro pode proteger você de muitas coisas ruins.)

1. Qual é o problema com isso? (Você depender do seu dinheiro e, não, de Deus. Quando você confia em dinheiro, mais do que em Deus, o dinheiro se torna seu ídolo. Você está enganado, pois imagina que a riqueza seja “como um muro que é impossível escalar” - e não é assim.)

F. Considere o que temos estudado. Devemos dar valor às provações. Devemos nos orgulhar nas “condições humildes”. Os ricos morrerão em breve. Esse é o tema, aqui? (Sim, o tema comum é confiar em Deus. A chave da sabedoria é, também, confiar que Deus nos dará entendimento sobre as coisas importantes da vida.)

G. Amigo, porque não pedir sabedoria a Deus, agora mesmo?

V. Próxima semana: "Suportando a Provação"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2014, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2014.html"

**********************************

sábado, 27 de setembro de 2014

Lição 1 - Tiago, Irmão do Senhor


(Lucas 2, Marcos 3, Atos 1, Tiago 1) 
Introdução: O que você prefere: estudar um tema ou um livro da Bíblia? Minha preferência é ensinar os livros, ao invés de temas. Por que? Porque Deus organiza os assuntos em ordem. Neste trimestre, estaremos estudando um livro! Mas, de todos os livros para ensinar, Tiago seria um concorrente para meu menos favorito.  Superficialmente, Tiago salienta as obras e, não, a graça. Ele parecia ter algum tipo de antipatia por aqueles que tinham dinheiro, mesmo que ele dissesse que fazer acepção é pecado. Algumas de suas declarações parecem contradizer outras, na Bíblia. Se você gosta de desafio, então temos um! Estamos sendo desafiados a estudar Tiago, intensamente, e tentar entender o que ele, através da inspiração do Espírito Santo, está, realmente, nos ensinando! Nesta semana vamos começar a aprender o cenário por trás de Tiago.

I. A Família

A. Leia Mateus 1:20-21. O que você acha que o pai de Jesus entendeu, sobre a missão de Jesus?

B. Leia Lucas 1:30-34. Que parte da mensagem do anjo Maria achou ser mais importante? (A parte sobre ela ter um bebê, mesmo ainda sendo virgem.)

1. Os pais de Jesus compreenderam Sua missão? (Os anjos deram uma mensagem incrível, aos pais de Jesus. Parecia ser uma mensagem tão grande, e eles estavam tão focados na vida real, que não conseguiram entender corretamente.)

C. Leia Lucas 2:41-43. Por que um menino de 12 anos de idade ficaria em Jerusalém? (Leia Lucas 2:45-47. Ele estava tendo um ótimo momento com os mestres judeus. Ele gostava de aprender.)

D. Leia Lucas 2:48. Qual a visão dos pais de Jesus sobre isto? (Eles pensaram que Jesus os maltratava. Eles estavam mais focados neles próprios, do que na obra de Jesus.)

E. Leia Lucas 2:49-50. Qual foi o problema, aqui? (Os pais de Jesus não compreenderam Sua missão.)

F. Leia Marcos 3:13-15. Por que Jesus escolheu discípulos para ficar com Ele? (Eles iriam ajudá-lO em Seu ministério.)

G. Leia Marcos 3:20-21. Lembre-se que Jesus nasceu numa família de classe trabalhadora. O que eles achavam de Jesus ter selecionado discípulos e atrair multidões? (Que Jesus estava fora de Si e precisava de alguém para “trazê-lO à força”.)

1. Os pais de Jesus entenderam o que estava acontecendo? (Eles devem ter entendido mas, aparentemente, não o fizeram.)

H. Leia Marcos 3:22. O que os líderes religiosos pensaram sobre o trabalho de Jesus? (Eles disseram que Jesus estava possuído por demônios.)

1. Se você fosse Jesus, como se sentiria sobre você mesmo? (Sua família acha que você está louco e precisa ser contido e, os líderes religiosos acham que você está possuído por demônios.)

I. Leia João 7:1-5. Isto aconteceu bem tarde, no ministério de Jesus. Que conselho os irmãos de Jesus estavam Lhe dando? (Que Ele Se mostrasse para o mundo e realizasse milagres que muitos poderiam ver e acreditar.)

1. Por que eles deram este conselho a Jesus? (Porque nem mesmo Seus irmãos estavam convencidos de que Ele era uma "figura pública" reconhecida.)

J. Leia Marcos 6:1-3. Jesus era o herói de Sua cidade natal? (Não! As pessoas estavam ofendidas, porque Jesus afirmava ser alguém especial.)

1. Observe os nomes dos meio-irmãos de Jesus. Parece que o meio-irmão mais velho de Jesus se chamava Tiago. Mais adiante, neste estudo, espero que você conclua que o autor do Livro de Tiago é o meio-irmão mais velho de Jesus. Dado o que aprendemos sobre a atitude dos pais de Jesus, Sua família e as pessoas de Sua cidade natal, que tipo de atitude você esperaria que Tiago tivesse sobre Jesus?

II. A Mudança

A. Leia Atos 1:10-11. Quando isto aconteceu no ministério de Jesus? (Jesus foi morto, ressuscitou, apareceu para Seus seguidores e, naquele momento, estava retornando para o céu.)

B. Leia Atos 1:12-14. Considere o que deve ter acontecido com a família de Jesus? (Eles estavam convencidos. Eles, agora, acreditavam que Jesus era o Messias e que Ele não estava louco.)

C. Leia 1 Coríntios 15:3-7. Quem era este Tiago? (Marcos 3:16-18 nos diz que dois dos discípulos de Jesus se chamavam Tiago. Marcos 6:3 nos diz que o meio-irmão mais velho de Jesus chamava-se Tiago. No entanto, como 1 Coríntios 15:7 colocou este Tiago à parte “dos doze”, isto parece ser uma referência ao meio-irmão mais velho de Jesus.)

D. Leia Gálatas 1:15-19. Paulo argumenta que ele recebeu, de Jesus, sua mensagem e, não de qualquer ser humano. O que este texto sugere de Tiago, o meio-irmão de Jesus? (Que ele era uma figura importante na igreja primitiva.)

E. Leia Gálatas 2:9. Quão importante era Tiago? (Ele era um “pilar” da igreja primitiva!)

F. Leia Atos 15:12-14 e Atos 15:19-21. Aqui, o que aprendemos acerca de Tiago? (Ele era o cabeça da igreja primitiva. Ele declara seu julgamento (aparentemente, em nome da igreja primitiva) quanto ao que deveria ser exigido dos gentios convertidos.)

G. Faz sentido para você esta transformação das atitudes de Tiago e sua importância na ascensão da igreja primitiva? (Sim. Tiago teve conhecimento, em primeira mão, da vida de Jesus, na Terra, desde o início.  Ele tornou-se convicto de que Jesus era o Messias. Sem dúvida, os pais de Tiago compartilharam com ele o que o anjo lhes havia dito. Segundo, parece natural que a igreja primitiva fosse atraída pelo irmão de Jesus. Eles tinham a mesma mãe. Eles poderiam ser parecidos. Talvez suas vozes fossem semelhantes. Jesus voltou para o céu mas, Seu irmão ainda estava aqui.)

H. Do ponto de vista probatório de um advogado, percebo que não tenho comprovado com perfeição que Tiago, o meio-irmão de Jesus, seja o escritor do livro que estamos estudando. Mas, esta é uma opinião majoritária e isto parece certo para mim.)

III. O Livro

A. Leia Tiago 1:1. Dado o que temos aprendido, esta introdução parece correta para você? (O que Tiago diz, sem dúvida, está correto. O que ele não diz é que me incomoda.)

1. Por que Tiago omitiu “e meio-irmão de nosso amado Jesus Salvador ”? (Ele era mais modesto do que a maioria de nós!)

2. Sua modéstia foi descabida? (A igreja primitiva achava que Tiago era, sem dúvida, especial, em parte por causa de sua relação com Jesus. Acho que esta relação deu-lhe uma posição especial, que ele deveria ter declarado. Talvez Tiago pensasse: “as pessoas já sabem, não preciso dizer”.)

3. Que significado você atribui ao fato de Tiago ter como alvo de sua carta, os judeus convertidos, ao invés dos gentios convertidos? (Isto, mais tarde, pode ajudar a explicar sua ênfase nas obras.)

B. Olhe, novamente, Tiago 1:1. O que sabemos sobre os judeus estarem “dispersos entre as nações”? (Leia Atos 11:19-21. Com a morte de Estevão começou uma “grande perseguição”, dentre os primeiros crentes e como resultado eles foram “dispersos pelas regiões da Judéia e Samaria.” Atos 8:1.) 

C. Leia Tiago 1:2. Quantos de vocês querem alegria em suas vidas? Quantos querem provações? (Sem dúvida, queremos alegria e todos nós gostaríamos de evitar as provações. Lembre-se, o público de Tiago era aquele que teve que deixar suas casas para evitar a perseguição.)

1. O que Tiago disse é a relação entre alegria e provação? (Ele disse que devemos buscar alegria nas provações.)

D. Leia Tiago 1:3. Procurar por alegria nas provações parece contra-senso. Por que é razoável buscar por alegria? (As provações testam nossa fé e isto desenvolve a perseverança.)

1. Tenho que dizer que não coloco alegria e perseverança na mesma caixa! A perseverança traz à mente um problema persistente. Como considerar isto?

E. Leia Tiago 1:4. Como isto explica alegria? (Tiago nos diz que as provações nos ensinam a perseverar e, a perseverança nos dá todas as ferramentas que precisamos. O conhecimento disto é fonte de alegria.)

F. Amigo, você se identifica com esta lição?  Você é um dos que pensava que os ensinos de Jesus eram loucura mas depois, assim como Tiago, veio a ser um verdadeiro crente?  Talvez você seja aquele cuja família pense que está louco por causa de sua fé. Uma lição que aprendi na vida é que se sou “convertido” de um ponto de vista para outro, mantenho-me muito mais firme, no meu novo ponto de vista. Sem dúvida, Tiago era um crente firme. Você vai se juntar a mim, considerando o que Tiago tem para nós nos estudos que se seguem?

IV. Próxima semana: "O Aperfeiçoamento da Fé"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2014, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2014.html"

**********************************