segunda-feira, 2 de março de 2015

Lição 10 - Por Trás da Máscara


(Provérbios 25-27) 

Introdução: Nessa semana li um ditado que dizia algo como: “Uma pessoa que teve um passado difícil dá bons conselhos.” Os provérbios que temos estudado até agora sugerem que aquelas pessoas que, no passado, foram sábias são a melhores fontes de sabedoria. Mas, um ponto importante destaca este ditado: as repreensões e desafios da vida adicionam sabedoria. Nosso estudo, nesta semana, considera a questão de como podemos adquirir mais sabedoria. Vamos escavar nosso estudo, na Bíblia, e aprender mais!

I. Segredos e Reis

A. Leia Provérbios 25:2. Minha primeira reação, ao ler este texto, foi sentir-me feliz por Deus não revelar todos os meus pecados! Mas, leia Marcos 4:11. O que isto sugere acerca do que Deus oculta? (Deus revela coisas importantes aos Seus seguidores mas as oculta de outras pessoas.)

1. Leia Marcos 4:12. Achei que Jesus falava por parábolas para que Seus ensinamentos se tornassem mais fáceis de entender! Como você explica isto?

B. Veja, novamente, Provérbios 25:2. Qual é a glória dos reis? (Descobrir questões ocultas.)

1. Vamos aplicar isto às parábolas. Por que os seguidores de Jesus deveriam entender Suas parábolas e, o mundo, não? (Porque os discípulos de Jesus descobriram o sentido das parábolas.)

2. Qual você acha que é o ponto em Provérbios 25:2? (Deus é tão grande e glorioso que não podemos compreender todos os Seus caminhos. Mas, é glória nossa tentar "descobrir" a natureza de Deus e Seus ensinamentos para nós.)

C. Leia Provérbios 25:3.  Os reis são muito menos complexos do que Deus. Por que nós podemos buscar a Deus mas, não, aos reis? (Deus opera a partir do de um princípio sólido de amor, enquanto os homens são movidos por todo tipo de emoções conflitantes.)

D. Leia Provérbios 25:4-5. Isto, também, se aplica a você? Você precisa remover o que é ímpio de sua presença? (Se quisermos viver com integridade, precisamos remover tudo o que é ímpio.)

E. Leia Provérbios 25:6-7 e Lucas 14:7-11. Quantas vezes você se deparou com a questão de escolher um lugar para sentar, ao fazer uma refeição?

1. Se não foram muitas vezes, como você aplicaria isto hoje? (Eu aplico isto nas relações de trabalho e em outras organizações, como a igreja.)

2. Por que uma pessoa reivindicaria o primeiro lugar no trabalho ou na igreja? (Provavelmente, por soberba.)

a. Como isto funciona para sua soberba? (Você seria humilhado se fosse orientado a retirar-se. Por outro lado, se você for instruído a subir para outro degrau, isso exalta você.)

F. Leia Provérbios 25:7 (última parte) e Provérbios 25:8. O que se entende por “tribunal”? (Acho que quer dizer "antes de ir até a pessoa responsável".)

1. Hoje, qual seria a aplicação? (Poderia significar o Tribunal de Justiça mas, a aplicação mais comum seria intentar acusação contra alguém, no trabalho ou na igreja.)

2. Por que você correria o risco de ser desacreditado? (Você não investigou, cuidadosamente, não conhece todos os fatos e seu próximo fará você parecer tolo.)

3. Considere um contexto um pouco diferente. Você sugere uma nova idéia, no trabalho. Você  a leva adiante, rapidamente, até poder alcançar as outras pessoas com sua sugestão. Este provérbio poderia ser aplicado? (Sim. Esta é uma lição para eu recordar sempre. Penso, cuidadosamente, sobre as coisas, antes de enviar uma nova idéia ou um novo plano.)

G. Leia Provérbios 26:27. Que outra tática de trabalho comum devemos evitar? (A retribuição. Se alguém nos prejudicar não devemos “cavar uma cova” para eles. Isso vai acabar nos prejudicando.)

II. Palavras

A. Leia Provérbios 25:11. Isso é bom ou inútil? Você não pode comer maçãs de ouro! (Feche seus olhos e imagine maçãs de ouro em vasilhas de prata. É bonito, certo? Sua palavras podem ser bonitas assim - e levantam o ânimo dos outros.)

B. Leia Provérbios 25:12. Você gosta de ser repreendido? Você gosta de ser corrigido? (Ninguém gosta de ser corrigido.)

1. Embora não gostemos de ser censurados, o que devemos fazer? (Se tratar-se de uma pessoa sábia, devemos escutá-la.)

2. Teremos melhor aparência se prestarmos atenção à correção? (Esse é o ponto. Um brinco bonito faz a orelha ficar mais atraente. Prestar atenção à correção de pessoas sábias, torna-nos pessoas mais bonitas.)

C. Leia Provérbios 27:5-6. Um amigo sábio e verdadeiro sempre lhe dá os conselhos que você quer ouvir? (Não. Seu “inimigo” sempre concorda com você. As repreensões são boas para nós, se elas vierem de verdadeiros amigos.)

D. Leia Provérbios 26:23-26. Seu inimigo lhe dá palavras de incentivo? (Sim.)

1. Qual é a lição a ser aprendida com isto? (Não devemos julgar as pessoas, mesmo se elas concordarem conosco ou se nos repreenderem. Algumas palavras agradáveis têm a intenção de nos prejudicar, enquanto uma sábia repreensão é uma benção.)

E. Leia Provérbios 27:17. O que é o “ferro” num relacionamento? (O ferro é resistente. Desta maneira os difíceis desafios, as rígidas repreensões nos tornam pessoas melhores - se formos sábios.)

F. Leia Provérbios 25:15. Quando você quer que uma pessoa mude de opinião, que abordagem você utiliza nessa tarefa?  Você argumenta?  Ordena? Altera o tom de sua voz? O que esse texto sugere? (Que a mansidão e a paciência tem como consequência resultados poderosos - resultado do "bone breaking"! {"jogo de cintura"}) { "Bone breaking" é uma dança de rua que tem como característica movimentos contorcionistas, combinados com a ondulação, flexibilidade e deslizamento do corpo.}

1. Quem muda de opinião? (Uma autoridade. Isto é significativo porque a pessoa que está sendo persuadida tem autoridade sobre você.)

G. Leia Provérbios 25:20. O que isso nos ensina acerca de dar conselhos? (Sempre que minha esposa se sentir mal devo colocar um grande sorriso no rosto e lhe dizer: “Pense bem!”)

1. O que as pessoas que estão se sentindo mal querem ouvir? (Compaixão. Cânticos (alegres?). Música para quem está doente ou sentindo-se mal não tem utilidade. Na verdade, pode prejudicar.)

H. Leia Provérbios 25:24. Quando você procurar por um cônjuge, quão importante é conhecer, realmente, essa pessoa? (Isto diz muito sobre o poder da língua. Ninguém quer viver no telhado e, muito menos, no canto do telhado. No entanto é preferível viver com uma esposa briguenta.)

I. Leia Provérbios 25:28. Por que os muros estão ao redor da cidade? (Para protegê-la de invasores.)

1. Como o auto-controle protege você - ao contrário de proteger os outros? (Quando você não consegue dominar-se, você se abre para todo tipo de problemas. Sua proteção desaparece.)

III. Lidando Com os Insensatos

A. Leia Provérbios 26:4-5. Que explicação você daria para aqueles que dizem que a Bíblia não se contradiz? (É evidente que o escritor deste provérbio  realizou uma aparente contradição. O versículo 4 nos diz para não descer para os métodos do insensato, num debate com um insensato. Por outro lado, o versículo 5 sugere que, apenas deixar o insensato, sem dar-lhe uma resposta, o fará pensar que ele está certo. Isto parece sugerir que uma resposta sábia deve ser dada para os insensatos.)

1. Leia Provérbios 23:9. Agora, como devemos responder aos insensatos? Você pode encontrar uma verdade coerente com todos estes versículos? (Não debata, particularmente, com um tolo. Sua resposta será para aquelas pessoas que estarão ouvindo o debate.)

B. Leia Provérbios 26:7 e Provérbios 26:9. Todo mundo será beneficiado com este estudo no livro de Provérbios? (Não.)

1. Qual é o problema? (Os Provérbios são mais do que inúteis para os insensatos. Eles podem ser perigosos.)

C. Leia Provérbios 26:10. Você contrataria um tolo? (Não. Você não pode prever que danos um tolo poderia causar.)

D. Leia Provérbios 26:12. Poderia haver algo pior do que ser tolo? (Sim! Ser sábio aos próprios olhos.)

1. Por que os tolos têm mais esperança? (O tolo pode realizar sua tolice mas, o orgulho impede você de ver-se em sua verdadeira luz.) 

E. Amigo, se você é um estudante aplicado do livro de Provérbios e não for uma pessoa insensata, você vai desfrutar de uma vida melhor. Por que não resolver, agora mesmo, a viver dos conselhos de Provérbios?

IV. Na próxima semana: "Vivendo Por Fé"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Lição 9 - Palavras de Verdade


(Provérbios 23-24) 

Introdução: Você quer conhecer a verdade? Às vezes, parece ser mais agradável enganar-nos a nós mesmos mas, geralmente, queremos a verdade. A Bíblia nos diz que podemos ser enganados pelo que outras pessoas dizem. Mas, se aprendêssemos a ver a situação, através dos olhos da sabedoria, seríamos capazes de ver a verdade. Vamos mergulhar em nosso estudo sobre sabedoria baseada na Bíblia e aprender mais!

I. Alta Gastronomia

A. Leia Provérbios 23:1-3 De acordo com esses versículos, quem estaria à mesa, para nos acompanhar na refeição? (Uma autoridade. Alguém no comando.)

1. Esse seria um companheiro habitual, nas nossas refeições? (Não.)

2. O que isso sugere quanto ao que é mais importante: comer a comida ou causar uma boa impressão na autoridade? (O objetivo é impressionar a autoridade, favoravelmente, e, não, comer tanto quanto você puder.)

3. Por que a comida pode ser “enganosa”? (O foco da refeição não deve estar no prato.)

B. Leia Provérbios 23:6-7. Temo que eu seja mesquinho, mas nem tanto quanto algumas pessoas (bem, talvez como uma pessoa apenas) que eu conheço. Há anos atrás, um casal que havia saído conosco para jantar conferiu a valor da gorjeta que deixei para o garçom (acrescentei uma quantia para que o casal que estava junto, também, deixasse uma gorjeta) e, se eu tivesse deixado “demais”, ele teria anunciado e eu teria pego parte da gorjeta de volta! Como você sabe que uma pessoa, em cuja casa você faz uma refeição, é mesquinha? (Na dúvida, presuma que seu anfitrião é mesquinho.)

1. Qual é o problema, aqui? (Você não pode acreditar no que diz o anfitrião. Ele está preocupado se você vai comer toda a comida e fica pensando no quanto isto tudo custou para ele.)

C. Leia Provérbios 23:8. Como desperdiçamos elogios com uma pessoa mesquinha? (Você pode dizer coisas boas sobre o dono da casa mas, o que ele fica pensando é quanto tudo lhe custou!)

1. O que significa você “vomitará o pouco que comeu”? (Você fica achando que a comida lhe beneficiou. Mas, ao concluir que seu anfitrião estava mais preocupado com o quanto ele deve ter gasto em sua refeição - o mal-estar, que isso causa em você, anula o bem da refeição que você comeu.)

D. Leia Provérbios 24:3-4. Tivemos apenas dois exemplos de situação, na qual uma pessoa fica muito focada em comida. O que isso tem a ver com construir casa? (A sabedoria motiva você a pensar nas coisas, em sua verdadeira dimensão. Quando você entende a verdade, você constrói a "casa" na sua vida e a preenche com tesouros verdadeiros.)

1. Considere o primeiro exemplo: a pessoa fica tão interessada em comer, que não presta atenção para as circunstâncias da refeição. O que construiria a casa dessa pessoa? (Com relação à autoridade, olhar para além do alimento, dá-lhe sabedoria para agir.)

2. Considere o segundo exemplo, do ponto de vista do anfitrião: ele fica muito focado no quanto a comida lhe custou. Qual é a cura para isso? (O anfitrião precisa reconhecer seu egoísmo e deveria ficar feliz por oferecer coisas boas aos seus amigos. Se ele não ficar curado, você deveria lhe ajudar a pagar pela refeição.)

E. Leia Provérbios 23:12. Como podemos por em prática a sabedoria, em nossos corações? (Pelo estudo destes provérbios. Se você se vê nestes exemplos (assim como me vejo no provérbio sobre o homem mesquinho), então você precisa aprender a lição. O homem mesquinho é egoísta. Se você reconhecer a verdadeira natureza do pecado e afastar-se dela, você construirá sua casa!)

II. Gordura e Embriaguez

A. Leia Provérbios 23:19-21. Terminamos a discussão sobre uma refeição requintada. Mas, na verdade, essas lições não são sobre comida. Esses versículos falam sobre comida ou não? (Eles falam sobre manter nossos objetivos numa linha reta.)

1. Qual é o problema com comer e beber, excessivamente? (Isto te atrasa e te faz ficar sonolento. Cria o mesmo problema que dormir demais.)

2. Sem dúvida, as pessoas com sobrepeso, que lerem isto, irão dizer: “Espere um minuto! Sou uma máquina veloz. Estou bem para fazer meu trabalho”.  Outras dirão: “Conheço pessoas gordas (ou bebedoras) que são muito bem sucedidas." Como você explicaria este aparente conflito? (Esse texto, sobre ser justo e ficar rico, é semelhante a muitos que estudamos. Esses princípios são gerais. Aposto que todos aqueles que perderam peso “extra” concordarão que se sentiram mais vigorosos, depois de terem perdido peso.)

B. Leia Provérbios 23:29-30. O que o “demorar-se” bebendo vinho faz em você? (Pela manhã, você está com os olhos vermelhos e com dor de cabeça. Você acha que deu de cara em alguma coisa e nem percebeu. Estas ações criam tristeza e discórdia.)

C. Leia Provérbios 23:33-35. Que problema específico a Bíblia está abordando aqui? (Visão estranha ou distorcida, mente confusa, machucar-se e não se dar conta, acordar com ressaca e querer “outra bebida” são sinais de um alcoólatra ou de um bebedor compulsivo. Esta é uma evidência de que sua vida não está no bom caminho para cumprir seus objetivos.)

III. Os Méritos da Sabedoria

A. Leia Provérbios 23:22-23. O que significa “comprar” a sabedoria e não “abrir mão ” dela?  Estou dando de presente (na verdade, compartilhando) sabedoria nestas lições! Isso é um problema? (O texto diz para ser uma esponja, quando se trata de sabedoria. Sempre tento adquirir mais. Nunca perca de vista a sabedoria que você adquiriu. Ao escrever estes estudos estou ensinando-me mais sabedoria!)

1. De que fonte podemos obter sabedoria? (De pais tementes a Deus.)

B. Leia Provérbios 22:17-18. Que outros meios possuímos para obter sabedoria? (Encontrar uma pessoa sábia e prestar atenção ao que ela disser. Aplicar os ensinamentos a sua vida e torná-los parte dos seus pensamentos.)

C. Leia Provérbios 24:1. O que não devemos fazer quando procuramos por sabedoria? (Não devemos dar atenção aos ímpios.)

1. Pela sabedoria, por que devemos até mesmo considerar olhar para os ímpios? (Para não termos inveja do que eles possuem ou como eles vivem.)

D. Leia Provérbios 24:21-22. Que outra fonte de informação deveríamos evitar? (As palavras de insubordinados. Rebelar-se contra as autoridades é um problema sério. Atitudes de rebelião são prejudiciais ao seu bem-estar.)

1. Quem são os "dois” que trazem “repentina destruição” aos rebeldes? (O rei e Deus! Quero ficar do lado de Deus!)

E. Leia Provérbios 24:5. O que a sabedoria dá a você? (Poder e força.)

1. Isto parece contrário ao nosso ponto de vista natural. Normalmente, não dizemos que o pensamento nos dá músculos. (O poder verdadeiro vem da sabedoria e do aprendizado.)

2. Quando eu estava na escola, meus colegas ficavam mais focados no atletismo, ao invés de estudar. Nenhum deles cresceu e se tornou atleta profissional mas, vários obtiveram conhecimentos avançados, na forma de doutorado. Como podemos equilibrar o atletismo e o conhecimento?

F. Leia Provérbios 24:10. De que tipo de força estamos falando aqui? (Da sabedoria que vem de Deus. Quando enfrentarmos dificuldades, não deveremos olhar para nossas próprias forças limitadas mas, precisamos voltar-nos para Deus e para Sua força.)

1. Quando você enfrenta dificuldades, o que, exatamente, você quer que Deus faça, quando procura por Ele? (Muitas vezes, procuramos por Sua direção, pois queremos saber o que fazer.  Em muitos casos, Deus já nos disse o que fazer, em Provérbios.)

G. Leia Provérbios 24:17-18. Gosto de tripudiar quando Deus derrota meus inimigos! Qual é o problema com isso? (Deus derrotou meus inimigos então, por que estou regozijando? Não devemos ter este tipo de atitude.)

H. Leia Provérbios 24:11-12. Que atitude deveríamos ter para com aqueles que estão no caminho errado? (Deveríamos tentar libertá-los.)

1. O que a frase “sendo levados para a morte” acrescenta na nossa compreensão de nossos esforços para libertá-los? (Quer dizer que os ímpios os estão conduzindo pelo caminho errado. Podemos enfrentar a oposição dos ímpios.)

2. Este é um texto favorito para aquelas pessoas que se opõem, ativamente, ao aborto. Qual é a desculpa inválida? (Alegar ignorância - quando deveríamos ter sabido.)

I. Amigo, a verdade é que precisamos estar mais alertas. Precisamos estar atentos, quando se trata de comer e beber e, atentos as nossas circunstâncias. Ganhar sabedoria nos ajuda a conhecer a verdade. Você vai se decidir, hoje, a buscar a verdade, através do esforço para ganhar mais sabedoria?

IV. Na próxima semana: "Por Trás da Máscara"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Lição 08 - Palavras de Sabedoria


(Provérbios 20-22) 
Introdução: “Máximas diversas” é o modo como um comentarista bíblico se refere a uma parte do nosso estudo desta semana. Isso trouxe um sorriso em meu rosto, porque nossa leitura, nesta semana, no livro de Provérbios, parece desconexa e repetitiva. Repetir é bom - pelo menos para mim. Preciso que as coisas se repitam para que fiquem gravadas em minha mente.  Em minha aulas, na Faculdade de Direito, ensino alguns dos Provérbios que vamos estudar hoje. Apesar de ensiná-los, preciso lembrar-me deles - e esta é a vantagem das máximas diversas se repetirem! Semana passada tive uma diferença de opinião com um dos meus chefes. Eu achava que ele estava errado, mas o provérbio sobre como evitar ter medo do rei veio a minha mente.  Vamos mergulhar na Bíblia e ler a respeito de ter medo do rei e outras instruções para uma vida mais bem sucedida!

I. Medo do Rei

A. Leia Provérbios 20:2 e Provérbios 19:12. Quem é o “rei” em sua vida? (As pessoas que estão em posição de autoridade acima de nós.)

1. Você gostaria de estar diante de um leão, enquanto ele estivesse rugindo? (Isso seria desagradável, para não dizer assustador.)

2. Quando você pensa no “orvalho sobre a relva”, que tipo de sensação vem à mente? (Uma agradável e relaxante sensação.)

3. Você notou que esses dois provérbios começam com a mesma frase mas terminam com advertências diferentes? Um transmite o lado positivo de ter um bom relacionamento com o rei e o outro adverte sobre o quê? ( Sobre a morte.)

B. Leia Provérbios 20:3. Considere as contendas com as autoridades que se encontram acima de você. Qual é a razão pela qual você pode querer discutir? (A soberba, acerca do seu ponto de vista, é a maior razão. Quando a sua soberba é o motivo que o leva a discutir com seu chefe, então, “a morte” do seu emprego pode muito bem acompanhá-la.)

1. Há casos em que, discutir com seu chefe, pode ser uma boa idéia? (Não tenho certeza que seja útil argumentar, apesar de que um chefe humilde estará aberto as boas idéias.  Mas, há momentos em que a honestidade, a integridade e a justiça exigem que levantemos nossas vozes. Precisamos entender, apenas, que isto pode custar nosso emprego.)

C. Leia Provérbios 21:1. Qual é a melhor maneira de lidar com as divergências com seu chefe? (Não devemos brigar, em vez disso, devemos orar a Deus. O chefe é nosso supervisor mas, Deus é o Supervisor do chefe (o rei). Deus pode dirigir o coração do rei, do jeito que Ele escolher.)

D. Leia Provérbios 21:2. Discutimos sobre o fato de que nossa soberba pode ser a fonte de nossas divergências com o"rei". Qual é o problema de lidar com nosso próprio orgulho? (É improvável que sejamos capazes de ver nosso próprio orgulho. Podemos alegar que a controvérsia seja sobre honestidade, integridade ou justiça mas, talvez, estejamos, simplesmente, nos iludindo.)

E. Leia Provérbios 21:4. O que nosso orgulho tem a ver com o modo como vemos as coisas? (Esta é uma outra razão pela qual não podemos confiar em nossas próprias opiniões, ou seja, quando o orgulho está envolvido. Nosso orgulho é “a lâmpada”. Vemos as coisas através do nosso orgulho - e o resultado é a distorção e o pecado.)

1. Ao lidarmos com pessoas que têm autoridade sobre nós, o que devemos fazer, se não pudermos confiar em nós mesmos (por causa do orgulho)? (Leia Provérbios 20:18. Devemos conversar com pessoas em cuja sabedoria nós confiamos.)

F. Leia Provérbios 20:8. “Esmiuçar” é um termo usado para separar o trigo do joio. Como o rei pode "esmiuçar" com seus "olhos"? (Um rei atento entende o que está acontecendo. Assim, se as autoridades em sua vida estiverem atentas, elas irão perceber quando você estiver sugerindo a ação correta ou quando for apenas seu orgulho que estiver falando.)

1. O que você deve fazer quando a autoridade em sua vida for má? (Eu mudaria de emprego, assim que tivesse oportunidade.) 

II. Preguiçosos

A. Leia Provérbios 20:4. Qual é a falha do preguiçoso, aqui? Ele não está trabalhando de  algum modo? (Não. Parece que ele não está trabalhando com cuidado. Ele está arando na época errada.)

1. Por que ele procura por uma colheita, uma vez que ele arou em época errada? (Ele procura, porque espera algo.)

2. Lemos, antes, sobre os preguiçosos, que além de ociosos eram dorminhocos. Mas, este parece ser um lado diferente do preguiçoso. Qual é o problema com este "preguiçoso"? (Ele não aprendeu seu ofício. Ele não leu as instruções, não prestou atenção e não deu seu melhor, para aspirar à excelência.)

B. Leia Provérbios 22:13. Qual é a falha do preguiçoso, aqui? (Ele tem medo de tudo! Ele imagina problemas e arranja desculpas para não trabalhar.)

C. Leia Provérbios 20:5.Você já chamou alguém, impropriamente, de "ocioso” (preguiçoso)? 

1. Qual é o cuidado, aqui? (As pessoas são complicadas. Precisamos conhecê-las, para que possamos tirar conclusões adequadas sobre elas.)

D. Leia Provérbios 20:6 e Provérbios 20:9. Será que todos nós somos preguiçosos, quando se trata de pecado? 

E. Leia Provérbios 20:7. Aparentemente nem todo mundo é preguiçoso, quando se trata de pecado! Leia Isaías 64:6. Como você concilia estes dois textos? (Isaías 64:6 está de acordo com Provérbios 20:6 e Provérbios 20:9. Acho que Provérbios 20:7 é nosso objetivo. A recompensa é que nossos filhos são abençoados por causa do nosso comportamento correto.)

F. Leia Provérbios 20:16. A pobreza pode vir sobre o preguiçoso mas, também, pode vir sobre o tolo. Qual é o primeiro problema descrito, aqui? (Esta pessoa concorda em ser responsável por um estranho. O provérbio diz que se você for tão tolo, a ponto de fazer isso, então, é adequado pegar seu bem, para lhe ensinar uma lição.)

1. Veja a segunda metade de Provérbios 20:16. Como a “mulher leviana” se encaixa nessa lição sobre tolice? (Você deve, também, tomar o bem de alguém que é tão tolo, a ponto de aceitar ser responsável por uma mulher com quem a pessoa tola tem ligação romântica.)

2. Um velho amigo, que eu não via há anos, recentemente, começou a cumprir uma pena na prisão. Uma das razões por ele ter ido para a prisão foi que uma prostituta ameaçou ir até sua esposa, a menos que ele lhe desse dinheiro. Na polícia, o amigo chegou a ameaçar a prostituta - e, aparentemente, essa foi uma das principais razões por ele ter ido para a prisão. Se eu entendi os fatos corretamente, parece que ninguém tem as “mãos limpas” nesta situação. Qual é a lição que Provérbios 20:16 sugere? (Os pecados sexuais custam para você muito mais do que sua reputação. Eles prejudicam você de outras maneiras.)

G. Leia Provérbios 21:17. De que outra forma podemos ser preguiçosos? (Gastando muito tempo com prazeres.)

1. É errado descansar? (Dificilmente. Deus não teria ordenado o descanso (Marcos 2:27) se fosse errado. O problema vem dos prazeres “amorosos” - levados ao extremo.)

H. Leia Provérbios 22:1. Meu amigo acabou de perder sua reputação e, ser um preguiçoso é o caminho para uma má reputação. Por que uma boa reputação é melhor do que riqueza? (Qual é o propósito da riqueza? Por que as pessoas querem ser ricas? Em parte por que essas pessoas serão respeitadas. Elas serão admiradas. Uma boa reputação traz respeito e admiração para você.)

III. Resultado Positivo

A. Leia Provérbios 22:5. O que significa “proteger sua vida”? (Ter cuidado com seus pensamentos e com o que os influencia. O pecado começa na mente. Se você quer evitar “espinhos e armadilhas”, vigie seus pensamentos.)

B. Leia Provérbios 22:6. Que papel os pais desempenham no sucesso de seus filhos? (Ensine seu filho a amar a Deus e a andar na sabedoria de Deus e ele será recompensado mais tarde.)

C. Leia Provérbios 22:10.  No início do meu trabalho na igreja, tentei apaziguar aqueles membros que faziam críticas na igreja. Essa era a abordagem correta? (Como o texto sugere, mais tarde aprendi que os zombadores devem ser transferidos. Eles precisam estar numa igreja diferente.)

D. Leia Provérbios 22:29. Qual é o resultado da busca pela excelência? (O sucesso!)

E. Amigo, se você for cuidadoso ao tratar com as autoridades, se você for diligente em seu trabalho, se você buscar a excelência e o cuidado sobre seus pensamentos, sua vida será melhor!  Por que não se comprometer com isso hoje?

IV. Na próxima semana: "Palavras de Verdade"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Lição 07 - Como Lidar Com as Contendas


(Provérbios 17 e 18) 
Introdução: Existem muitas razões que tornam a internet uma ferramenta formidável. Uma delas é  facilitar o contato com muitos amigos e conhecidos. No entanto, com esse maior contato veio um sério problema de falta de civilidade. Através da internet, as pessoas sentem-se à vontade para falar coisas negativas, que  jamais diriam diante de você, se tivessem algum refinamento. A maior parte dentre nós tem um “filtro”, que é usado para nos abster de falar o que estamos pensando - coisas que prejudicariam as outras pessoas. Você já conheceu pessoas que parecem não ter um filtro?  Pessoas que parecem ser bem sucedidas em confrontações violentas e em dramas - especialmente cara a cara? A maioria de nós quer melhorar nosso "filtro", então, vamos mergulhar em nosso estudo na Bíblia e obter a sabedoria para fazer isto!

I. As Contendas

A. Leia Provérbios 17:14. Você já viu fotos do rompimento de uma represa? Pareceu-lhe como um processo que poderia ser controlado? (Não! As coisas parecem (e ficam) fora de controle.)

1. Por que o início de uma discussão se parece com isto? (A extensão do problema e os danos causados são difíceis de controlar.)

2. Além dos prejuízos com a própria represa, que outros problemas surgem por causa do seu rompimento? (As pessoas e propriedades à jusante ficam prejudicadas.){"Propriedades à jusante": que ficam no local para onde se dirige a água corrente de um curso d'água}

a. Uma discussão é como isto? (Sim, outras pessoas são arrastadas para a briga. Às vezes, pessoas que estão fora da discussão ficam prejudicadas por causa dela.)

3. Com a finalidade de evitar brigas, que conselho a Bíblia nos dá? (Resolva a questão, rapidamente.)

B. Leia Provérbios 18:19. Depois de você ter começado uma briga e ter ofendido alguém, qual é a dificuldade para corrigir o dano causado? (A parte ofendida levanta grandes paredes entre vocês dois. Será muito difícil romper aquelas paredes. Assim, a melhor coisa a fazer, em primeiro lugar, é evitar ofender alguém.)

C. Leia Provérbios 17:19. Você conhece alguém que gosta de discutir? Como a Bíblia chama esse tipo de atitude? (Pecado.)

1. Quando comecei a ler a última metade desse versículo, imediatamente, pensei que era uma referência às pessoas que estão afastadas. As pessoas que criam barreiras entre elas e os outros "procuram" a própria ruína. Você acha que é isso mesmo que significa?

2. Por que alguém "amaria" uma desavença? (Além de ter um transtorno de personalidade, parece ser uma pessoa que ama discutir.  Seria semelhante a um homem forte que gosta de se envolver em brigas com os outros , para que ele possa mostrar sua força. Aquele que gosta de brigar pensa que é inteligente e astuto.)

a. Uma pessoa assim "procuraria" a própria destruição? (Definir-se como o melhor faz de você um alvo, uma "porta alta")

D. Leia Provérbios 17:1. Qual é o valor da paz e da tranquilidade?  Quão importante é evitar uma briga? (É ainda melhor do que fazer uma festa!)

1. No meu entendimento, a maioria dos casamentos terminam por causa de disputas por dinheiro. Isso sugere que, na maior parte dos lares, existe tanto o “pão seco” quanto as brigas? (Isto, é claro, seria ruim. No entanto, acho que o ponto na  Bíblia é que, mesmo que você não tenha um monte de coisas, é mais agradável levar uma vida tranquila.)

E. Leia Provérbios 17:9. Qual é a única forma pela qual podemos promover a paz no trabalho e em casa? (Não precisamos apontar todos os erros que cometem aqueles que estão a nossa volta. Corrigir tranquilamente o problema, fará com que a pessoa que errou goste de você ainda mais.)

1. Leia Provérbios 17:10. Corrigir, serenamente, um problema é incompatível com a idéia de repreensão? (Não. Você pode repreender um homem de entendimento e, cuidadosamente, corrigir o problema.)

a. E se você estiver lidando com um tolo? (Uma vez que o tolo não aprende facilmente, parece ser uma perda de tempo corrigir, discretamente, seu problema.)

F. Leia Provérbios 17:13. Estávamos, apenas, discutindo sobre alguém que tenta corrigir problemas. E quanto a pessoa que tenta criar problemas? Que tipo de vida esta pessoa deveria esperar? (O mal nunca deixará sua casa.)

G. Leia Provérbios 17:17. O que devemos fazer quando encontrarmos alguém em apuros? (Se mostrarmos amor, se tentarmos ajudar, então, seremos um “amigo” e “irmão”.) 

H. Leia Provérbios 17:22. Que medidas preventivas podemos tomar contra os problemas? (Estar bem disposto torna aqueles que estão a sua volta mais bem dispostos. Estar infeliz tem efeito negativo sobre você e naqueles que estão ao seu redor.)

I. Leia Provérbios 18:21. Se você concorda, explique por que você acha que a língua tem poder sobre a vida e a morte?

1. Observe a frase “os que gostam de usá-la.” Gostam do quê? (Acho que isso quer dizer “aqueles que gostam do poder da língua”.)

2. O que significa “gostar” do poder da língua? (Revisamos uma série de Provérbios que nos ensinaram a evitar entrar em brigas. Se “amamos” o que a língua pode fazer, somos estudantes do seu poder. Isto quer dizer que estudamos estes Provérbios e usamos nossas línguas para evitar contendas ou  para evitar ofender alguém. Como alternativa, usamos nossas línguas para criar amor e paz.)

II. Águas Profundas

A. Leia Provérbios 18:4. Quando você pensa em “águas profundas”, o que vem à mente? (Perigo. Mistério.)

1. Leia Provérbios 20:5 e Salmos 69:2. O que estes textos sugerem é o significado de "águas profundas"? (Complicado. Fatal.)

2. Então, como as palavras de uma pessoa são como "águas profundas"? (Nem sempre estamos certos do que elas significam. Às vezes, as palavras de uma pessoa são mais complexas do que parecem.)

3. O que há de positivo num ribeiro borbulhante? (Ele não é profundo nem complexo mas, bastante refrescante.)

a. O que isso sugere sobre a compreensão da sabedoria de Provérbios? (Os pontos estabelecidos não são tão complexos. As pessoas podem ser complicadas mas, as instruções de Deus não são.)

B. Leia Provérbios 18:8. O que mais vai “fundo”? (A fofoca.)

1. O que quer dizer os “petiscos deliciosos” de um caluniador descem até o “íntimo do homem”? (Duas coisas. Você lembra delas. Se você é a pessoa que escuta a fofoca ou, a vítima da fofoca, o dano continua.)

C. Leia Provérbios 18:2 e Provérbios 18:6-7. Você pode corrigir, sendo tolo? (Se não fosse possível, suponho que não teríamos um aviso sobre isso. O primeiro passo de um tolo deveria ser ouvir mais, na tentativa de entender e, falar menos. Se você fizer isso, pode evitar todos os tipos de problemas.)

III. A Clareza no Dinheiro 

A. Leia Provérbios 18:9. Qual é a dimensão de um problema, causado pela preguiça? A sociedade deve tolerar a preguiça muito menos do que recompensá-la? (Se o preguiçoso é semelhante aquele que destrói uma propriedade então, ele deveria ser penalizado e, não, recompensado.)

1. Falamos antes sobre gentileza. Qual seria um tipo de abordagem para curar a preguiça? 

B. Leia Provérbios 18:10-11. Ter dinheiro é como viver dentro de uma cidade murada? (Sim. O dinheiro protege você de todos os tipos de problemas.)

1. O dinheiro é uma parede intransponível? (Não. A proteção é imperfeita.)

2. O que é uma parede intransponível? (A confiança em Deus.  Ele é uma torre forte para a qual podemos correr e ficar seguros.)

3. Os ricos estão mais suscetíveis de devoção a Deus? Vários provérbios ensinam que a sabedoria traz dinheiro. Mas, esse texto é uma advertência. Os ricos, falsamente, acham que seu dinheiro os protege, mas somente Deus é a proteção segura. Não se afaste de Deus, para confiar no dinheiro.)

C. Leia Provérbios 18:16. A Bíblia está endossando o suborno?

1. Existe, aqui, uma lição sobre evangelismo? (Em vez de dizer ao nosso semelhante que ele precisa obedecer melhor a Deus, deveríamos mostrar-lhe bondade. Ajudar alguém é uma ótima forma de receber autorização para entrar no coração dessa pessoa.)

D. Leia Provérbios 18:22. Que outro tipo de riqueza podemos desfrutar? (Uma boa esposa!)

E. Amigo, uma vez que a língua tem tanto poder, por que não decidir, hoje, que você irá tornar-se um estudante para aprender a utilizá-la melhor?

IV. Na próxima semana: "Palavras de Sabedoria"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************