sábado, 24 de janeiro de 2015

Lição 05 - As Bênçãos dos Justos


(Provérbios 10, 11-13) 
Introdução: Você conhece alguém cuja vida está fora de controle? Para dizer a verdade, parece que algumas vezes você fica à beira de perder o controle de sua vida? Todos nós precisamos de uma ajudazinha. Normalmente, oramos para que Deus nos ajude com nossos problemas. Mas, alguma vez você levou em consideração que Deus já nos ajudou? Em Provérbios, Deus nos dá conselhos, para vivermos melhor. O que você acha das pessoas que têm preguiça de ler instruções, mas dizem aos outros o que eles devem fazer? Vamos mergulhar no nosso estudo sobre as instruções de Deus, para vivermos melhor!

I. Filhos e Pais

A. Leia Provérbios 10:1. Por que Salomão mencionaria a mãe com o filho tolo e, o pai, com o filho sábio? (O pai fica orgulhoso por seu filho ser bem sucedido. A mãe é, especialmente, a única que sofre quando seu filho toma decisões ruins.)

B. Leia Provérbios 10:2-6. Temos uma série de provérbios que falam sobre a conexão entre dinheiro e justiça. Que virtudes encontramos associadas à riqueza? (Uma conexão com Deus, diligência e, trabalho, enquanto a oportunidade se apresenta.)

1. Se olharmos apenas o contexto, qual deles parece ser o mais importante? ( A "justiça”, o aspecto religioso das coisas, é mencionada com mais frequência do que as outras virtudes.)

C. Veja Provérbios 10:2-6, novamente. Que defeitos do caráter estão associados à pobreza? (Desonestidade, ganância, preguiça, dormir quando se deveria estar trabalhando, violência.)

1. Se você olhar apenas o contexto, qual defeito de caráter parece ser o mais importante? (A palavra "ímpio" aparece duas vezes como, também, foram mencionados, duas vezes, uma forma de preguiça e o comportamento ilegal. Mesmo quando a palavra ímpio é mencionada, geralmente, ela define alguma falha específica da ação da pessoa. Assim, parece que os fatores mais importantes que levam à pobreza são as ações específicas (ou falta de ações).)

D. O que isto ensina para nós, como pais? Se nós (pais) quisermos ter orgulho de nossos filhos e nós (mães) quisermos evitar sofrer, por causa de nossos filhos, o que devemos lhes ensinar? (Precisamos ensinar-lhes sobre o amor de Deus e o dever de serem diligentes.)

II. A Boca dos Insensatos

A. Leia Provérbios 10:8-10.  Alguém já disse que você fala demais? Dizem isto porque querem que você fique em silêncio, para que eles possam falar mais?

1. O texto se refere à “boca dos insensatos” duas vezes. Nesses versículos, qual é o problema com o falar? (No versículo 8, o problema é o insensato que fala, quando deveria estar ouvindo instruções. No versículo 10, o insensato fala, quando deveria estar prestando mais atenção à pessoa que está lhe dando sinais de que ele tem a intenção de causar danos.)

B. Vamos escorregar até Provérbios 10:19. Quem fala demais traz problemas para si mesmo? Por que a Bíblia sugeriria que "muitas palavras" indicam um problema de caráter? (Se você quer ser, sempre, o centro das atenções, isto demonstra uma falha de caráter: a vaidade.)

C. Leia Provérbios 10:11-14. Temos várias afirmações, boas e más, sobre o uso de nossas bocas.  Por que a boca do justo é uma “fonte de vida”? (Você já foi abençoado pelas palavras de outra pessoa? Se você já foi abençoado, poderá entender como as palavras podem dar vida.)

1. As palavras dão vida apenas para o ouvinte? (Observe que falar palavras de amor “cobre” ações erradas. Isso nos ensina que aqueles que falam palavras edificantes, também, se beneficiam de suas próprias palavras.)

2. O que acontece com a "boca do insensato”, que fala com impiedade? (O insensato sofre violência e ruína, ele cria dissensões e, é punido por causa disto.)

D. Leia Provérbios 10:21. As boas palavras são como alimento? (Elas devem ser. A idéia é que palavras e conselhos positivos levam uma vida melhor, para aqueles que a escutam. Isto é semelhante a afirmação anterior, de que as palavras, usadas corretamente, são “fonte de vida”. O “insensato” não ouve e morre por causa disso.) {Pv 10:21...os insensatos morrem por falta de juízo.}

E. Leia Provérbios 11:12. E quanto a tirar sarro de alguém, ou fazê-lo sofrer por assédio moral (“bullying")? (Você não fará isto, se tiver bom senso e entendimento.)

F. Leia Provérbios 11:22. A beleza é uma grande vantagem na vida. O que pode danificar a beleza? (Falta de discrição no falar. Ela destrói sua beleza porque, acima de tudo, a parte "porca" de você é o que os outros irão ver.)

III. Integridade

A. Leia Provérbios 11:1-4. Observe que, das quatro afirmações, três têm a ver com integridade. Provérbios 11:2 está fora de lugar? Ou, será que ele, também, tem algo a ver com integridade? (O orgulho é, geralmente, uma forma falsa de olhar para si mesmo. Se todos soubessem tudo sobre você, talvez você fosse menos orgulhoso e mais humilde.)

B. Leia Provérbios 11:6-7. Quais são os dois problemas com a riqueza ilícita? (Seus maus desejos aprisionam você. Pior, a morte acaba com toda a esperança e prazer dos ímpios. Para os ímpios, as coisas não acabam como eles planejam.)

C. Leia Provérbios 11:13. Isso quer dizer que os segredos são coisas boas? Pessoas íntegras guardam segredo? (Aparentemente, existem situações em que, manter algo confidencial, é a coisa certa a fazer.)

D. Leia Provérbios 11:16-17. Que outro tipo de integridade podemos mostrar com nossas palavras? (Ser gentil com os outros, no que nós dissermos. A amabilidade resulta em bênçãos no nosso caminho. Nossa bondade é devolvida com crescente respeito. Por outro lado, quem é cruel e implacável busca problemas e, se houver riquezas, ela será apenas temporária.)

E. Leia Provérbios 12:20-22. Você conhece alguém que mente para criar problemas? Qual é o resultado deste tipo de comportamento?

1. O que você deve fazer, diante deste tipo de mau comportamento? (Nós devemos promover a paz.)

IV. Generosidade

A. Leia Provérbios 11:24-25. A visão que o mundo tem sobre doar é que, quando você dá alguma coisa, você a perde. O que a Bíblia nos diz quanto a sermos generosos com nosso tempo e dinheiro? (Que teremos ainda mais!)

1. Você já tentou isso? (Recentemente, surgiu uma situação incomum e, minha esposa e eu demos dinheiro para ajudar. Pouco tempo depois, recebi o dinheiro, quase na mesma proporção que eu havia dado. Lembro de ter pensado: “eu deveria continuar com isso, doar este novo dinheiro e ver até aonde isso vai". Mas, temo que o egoísmo tenha interferido.)

B. Leia Provérbios 11:27. Você já ouviu alguém dizer: “Ninguém é simpático naquela igreja”? “Todos são maus, comigo”? De acordo com esse versículo, qual é a fonte do problema? (Se você for amável, as pessoas serão amáveis com você. Se você estiver procurando inimizade, você a encontrará. Eu pratico isto (ser simpático) o tempo todo, quando estou viajando, e acho que sou abençoado, de diversas formas práticas.)

C. Leia Provérbios 11:31. Aonde os justos encontrarão sua recompensa? (Nós olhamos para o céu, mas esse versículo nos ensina que os justos têm uma recompensa aqui.)

1. Será que o ímpio e o pecador têm o que merecem? (Sim. Eles recebem o que merecem nesta vida.)

D. Leia Provérbios 12:23. Isso significa que devemos ser mesquinhos com nosso conhecimento? Se nós pudermos ajudar os outros, devemos ser prudentes e reter nosso conhecimento?

1. Leia Provérbios 12:15-16 e Provérbios 13:3. Esses versículos esclarecem a concepção de manter nosso conhecimento para nós mesmos? (Eu não acho que Deus tenha sugerido que devemos abster-nos de ajudar os outros, com nosso conhecimento. Em outros contextos, Ele recomendou generosidade. Acho que o conselho é para que não nos gabarmos do que sabemos mas, ao contrário, devemos, também, ser ouvintes. É um conselho para aqueles que falam sem pensar. Às vezes, o que sabemos irá prejudicar outras pessoas.) 

E. Amigo, você notou que grande parte dos conselhos para se ter uma vida melhor, que estudamos esta semana, têm a ver com o que falamos? Por que não pedir que o Espírito Santo coloque em sua mente, no momento certo, esses conselhos de Provérbios?

V. Na próxima semana: "O Que Você Vai Receber, Não é o Que Você Está Vendo"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************

sábado, 17 de janeiro de 2015

Lição 04 - Sabedoria Divina


(Provérbios 8 e 9) 

Introdução: A verdade varia para cada pessoa? Alguém escreveu, recentemente, para mim que “existem muitos caminhos na vida”, ao que respondi, “mas apenas um leva ao destino certo”. Os advogados entendem isto de forma intuitiva. "Estado de direito" significa que você tem apenas uma lei. Os governantes não podem fazer o que querem. Nem tampouco os governados podem. Em vez disso, estamos de acordo, quanto ao que deveria ser o estado de direito para um país. Você pode discordar quanto ao modo de aplicá-la, mas só poderá haver uma lei, se quisermos ter qualquer senso de ordem. Nosso estudo em Provérbios, nessa semana, é sobre sabedoria. Deus opera baseado no estado do direito e, a sabedoria é uma norma sobre como viver.Vamos pular para dentro de nosso estudo, na Bíblia, e descobrir mais!

I. O Chamado da Sabedoria

A. Leia Provérbios 8:1-3. Ao que a sabedoria é comparada, aqui? (A duas coisas, no mínimo: ao discernimento e  a alguém buscando atenção.)

1. A sabedoria clama dos “lugares altos”, “nos cruzamentos”, “ao lado das portas” e, “à entrada” da cidade. Como devemos entender estas diferentes referências geográficas? (Em todos estes  lugares a sabedoria encontrará ouvintes. São lugares onde as pessoas se encontram.)

a. A sabedoria contratou uma boa equipe de relações públicas! Qual é a mensagem teológica? (Que o homem não tem desculpa por desperdiçar a mensagem bíblica da sabedoria.) 

B. Leia Provérbios 8:4-5. Aqui, que outra desculpa é eliminada, para aqueles que não têm cuidado com o chamado à sabedoria? (O argumento é que algumas pessoas são muito estúpidas ou muito tolas para entender a sabedoria. Ela está, verdadeiramente, disponível para todos.)

II. A Mensagem da Sabedoria

A. Leia Provérbios 8:6-8. Que tipo de mensagem a sabedoria produz? (Verdade e justiça. Ela jamais dirá palavras más ou distorcidas ou perversas.)

1. Será que isto permitirá várias versões de sabedoria, algumas das quais se contradizem?

B. Leia Provérbios 8:9. O que isto sugere, sobre a razão pela qual alguém levaria sua vida por caminhos que não são sábios? (Uma pessoa com falta de discernimento ou conhecimento poderia rejeitar a mensagem.)

1. Pensei que havíamos encontrado a solução e que só mesmo os tolos e os estúpidos poderiam alcançar sabedoria? (A parte importante é "alcançar". Você tem que querer entender a sabedoria de Deus. Ela estará disponível para todos aqueles que quiserem entender.)

III. A Recompensa da Sabedoria

A. Leia Provérbios 8:10-11. Por que a maioria das pessoas quer prata, ouro ou rubis? (Eles representam segurança, dignidade e felicidade.)

1. O que isto nos ensina sobre a sabedoria? (Que ela traz estas coisas (segurança, dignidade e felicidade ) e muito mais!)

B. Leia Provérbios 8:18-21. Como você explica a relativa pobreza de Jesus e Seus discípulos? (Se Jesus tivesse vindo aqui na terra, como um rei, poderíamos argumentar que Ele não foi tentado de todos as formas, pelas quais nós somos. Veja Hebreus 4:15. Jesus teve muitas desvantagens. Penso que o ensinamento comum, na Bíblia, é que a obediência a Deus traz prosperidade.)

C. Leia Provérbios 8:12. A Bíblia parece dizer que a sabedoria é um  conjunto de virtudes onde estão incluídos prudência, conhecimento e discrição. O tolo carece de prudência e discrição. É justo dizer que o tolo pode ganhar a sabedoria de Deus? (Acho que isso é outra sugestão: que a sabedoria de Deus nos transforma. Ela joga fora nossas loucuras, inclui "conhecimento e discrição”, que são os companheiros próximos da prudência.)

1. Você conhece uma pessoa que tenha sabedoria: conhecimento, discrição, e prudência? Como esta pessoa vive no mundo?

D. Vamos pular para o próximo capítulo, por um momento. Leia Provérbios 9:10-12. Qual é a conexão entre a sabedoria e a leitura da Bíblia?

1. Com o que mais a sabedoria nos beneficiará? (Não teremos apenas segurança, dignidade e felicidade mas, viveremos mais tempo! A sabedoria tem uma recompensa.)

IV. A Fonte da Sabedoria

A. Leia Provérbios 8:13. Vamos ser honestos por um momento. Você não  se sente atraído para o mal (pecado)? Por que Tiago nos disse “resistam ao diabo” (Tiago 4:7) e Hebreus se refere aos “prazeres do pecado” (Hebreus 11:25), se o pecado não fosse atraente?

1. Se você não sente atração por alguns pecados, então, como Salomão pode dizer "odeio o mal"?  

2. Quem é o “eu” em “odeio o orgulho e a arrogância”? (Se você olhar Provérbios 8:12, verá que o “eu” é a sabedoria. À medida que avançarmos no caminho da sabedoria, viremos a odiar o mal. Por que? Porque compreenderemos melhor as suas consequências.)

3. Observe que a sabedoria odeia o orgulho e a arrogância, o mau comportamento e o falar perverso. Quão comuns são o orgulho e a arrogância?

B. Veja, novamente, o início de Provérbios 8:13 e Provérbios 9:10. Quem é a fonte de toda verdadeira sabedoria? (Deus. Precisamos ir para a fonte certa.)

C. Leia Provérbios 8:22-23. Que tipo de linhagem a sabedoria possui? (Ela foi a primeira das obras de Deus! Ela já existia antes de Deus criar o mundo.)

1. O que isso sugere sobre a importância de ter sabedoria?

D. Leia Provérbios 8:24-29. O que está sendo descrito aqui? (A criação de Deus.)

1. O que o relato da criação tem a ver com sabedoria? (Isso revela o choque de visões no mundo. Ou você acredita que a Terra e todas as criaturas surgiram por acaso e da força bruta (seleção natural), ou acredita que um Deus inteligente, que tem regras para tudo, nos criou. Sua escolha, entre estas duas visões que se contrapõem drasticamente, tem um forte efeito no modo como você vê o mundo.)

E. Leia Provérbios 8:30-31. Quem ajudou Deus, na criação? (A sabedoria! Pense sobre isto. Você pode avaliar a sabedoria de Deus - o tipo de pensamento que conduziu a criação do universo!)

V. O Caminho da Sabedoria

A. Leia Provérbios 9:1-6. Isto aqui pinta o quadro da sabedoria de viver em uma grande casa, não fazer dieta e receber ajuda no trabalho doméstico. Por que? (Viver sabiamente é viver bem. Isso nos diz que a sabedoria é um estilo de vida. Não é apenas uma decisão isolada mas,  um meio de viver bem.)

B. Leia Provérbios 9:7-8. Note que, agora, nós passamos para alguns conselhos bem específicos sobre como aplicar sabedoria. Quem é o escarnecedor? (Aquele que zomba de Deus e ridiculariza Seus caminhos.)

1. Considere isso por um momento. Nós não fomos chamados para evangelizar pecadores? O que isso nos diz? (Acho que precisamos pedir para o Espírito Santo nos dar discernimento para essa aplicação. Repreender ou corrigir alguém que quer aprender é uma coisa. Mas, repreender ou corrigir pessoas hostis é incumbência para tolos - elas, somente, irão te odiar mais. Devemos ser inteligentes e não desperdiçar nossos esforços com aqueles que estão determinados a se opor a nós.)

C. Leia Provérbios 9:9. Quem está aberto à instrução, para adquirir mais sabedoria? (Os sábios e os justos.)

D. Considere os últimos versículos. O que devemos levar em consideração ao evangelizar alguém? (Precisamos nos concentrar naqueles que querem vir para Deus e estão curiosos para aprender. Acho que as igrejas deveriam concentrar-se nos visitantes. Se alguém que mora na vizinhança visitar a igreja, deveria haver um plano para captar  informações dessas pessoas como nome, endereço e telefone e, então, dar acompanhamento a elas, em particular. Que tal colocar em prática uma forma de acompanhamento para aqueles que visitam o website de sua igreja?)

VI. Adquirindo Sabedoria

A. Leia Provérbios 8:32-34. Considerando o que foi estudado, anteriormente, vimos que Deus é a fonte de toda a verdadeira sabedoria e, nós encontramos Sua sabedoria na Bíblia. Que tipo de esforço devemos empregar, a fim de alcançar sabedoria? (É um esforço diário e concentrado.)

B. Leia Provérbios 8:35-36. Discutimos como a sabedoria traz vantagens materiais. Qual é a retribuição final para quem se esforça por adquirir sabedoria? (Você desfruta do favor de Deus. Você encontra vida, evita danos e  morte.)

C. Amigo, você gostaria de aprimorar sua vida? A sabedoria de Deus é a chave. Você vai decidir torná-la uma meta diária, estudar sua Bíblia, com o fim de se tornar mais sábio nos caminhos de Deus? Por que não assumir este compromisso agora mesmo?

VII. Na próxima semana: "As Bênçãos dos Justos" 

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************

domingo, 11 de janeiro de 2015

Lição 03 - Uma Questão de Vida ou Morte


(Provérbios 6 e 7) 
Introdução: Li, nesta manhã, um artigo sobre um comício de ateístas. Na reunião, eles tiravam sarro de Jesus e comparavam o direito dos movimentos ateístas com o movimento pelos direitos homossexuais. O escritor do artigo assinalou que, nas manifestações homossexuais, não há zombaria, com relação aos casamentos heterossexuais. Por que os ateístas zombam dos cristãos? Tenho observado que alguns ex-membros de minha igreja não apenas a abandonaram, mas eles  atacam e debocham dela. Por que isto? Acho que isso tem a ver com um dos pontos de nossa lição: nosso ensino religioso permanece em nós, como uma criança. Aqueles que deixam o caminho dos seus ensinamentos se sentem culpados e, então, tiram sarro de suas antigas crenças, para ajudá-los a "superar". Vamos pular para nosso estudo bíblico e ver que coisas novas podemos descobrir sobre formação religiosa!

I. Mandamentos Atados ao Pescoço

A. Leia Provérbios 6:20-21 e Provérbios 7:3. Com respeito aos ensinamentos que seus pais lhes deram, o que significa para você “atá-los ao redor do pescoço” e “amarrá-los aos seus dedos"? 

B. Leia Deuteronômio 6:6-9 e Provérbios 3:3. Vamos fazer um balanço. Somos instruídos a manter o ensino junto ao coração, em torno de nosso pescoço, amarrado as nossas mãos (dedos) e testas e em nossas portas e portões. São muitos lugares. Você vê um padrão aqui? (O pescoço é a porta de entrada do corpo e, portões e portas são o caminho para entrar em sua casa. Seu coração e testa são símbolos do que você pensa e, suas mãos, símbolos do que você faz. Acho que a mensagem diz que tudo o que nós permitirmos dentro de nossos lares e mentes e, o que pensarmos e fizermos, deveriam ser executados através do filtro da Palavra de Deus.)

1. Qual é a lição, se você é pai (ou mãe) tentando descobrir como educar seus filhos? (Precisamos aproveitar todas as oportunidades para falar com nossos filhos, sobre a vontade de Deus.  Mas, precisamos ter um cuidado especial  quanto aos  “pontos de entrada” de sua aprendizagem.)

2. Alguma vez você teve que comparar dois documentos, para ver se eles eram diferentes? Esta idéia se aplicaria aqui? (Acho que isto é uma lição. Você compara o que pensa e faz, o que você deixa entrar em sua casa e seu corpo, com o que está escrito na Palavra de Deus e com o que seus pais lhe ensinaram. É fácil sair da trilha, se você não estiver comparando, constantemente.)

3. Imagine se você tivesse tal educação e fosse ateísta? (Seria um tumulto constante.)

C. Leia Provérbios 6:22-23. Se estivermos dispostos, como as instruções de nossos pais nos ajudarão? (Elas nos protegem o tempo todo, iluminando o caminho que conduz à vida.)

1. Isto soa como uma frase romântica: “iluminando o caminho que conduz à vida”. Em termos práticos o que isso significa? (Quantas vezes falhamos, mesmo pensando meticulosamente? Quantas vezes esquecemos coisas essenciais? Nossas decisões determinam a qualidade de nossas vidas e Provérbios nos diz que, aquilo que nossos pais nos ensinaram, sobre a Palavra de Deus, nos ajudará a tomar decisões , plenamente, fundamentadas.)

II. A Vida é como Pão

A. Leia Provérbios 6:23-24. Agora, nós temos uma ilustração sobre como o ensinamento na infância (e a disciplina) podem nos ajudar. O que sugerem os  “falsos elogios”{da mulher leviana}? (É agradável ouví-los.)

B. Leia Provérbios 6:25. Quais são os outros problemas? (Sua beleza e cobiça.)

C. Leia Provérbios 6:26. Pão é bom! Qual é o problema em ser um pedaço de pão? (Minha versão da NVI diz que “a prostitua reduz você a um pedaço de pão.” Seu destino é ser utilizado e, em seguida, substituído. Você é devorado.)

1. O que você acha que isso significa - comparando-o a um pedaço de pão? (Vamos considerar um par de possibilidades. Primeiro, a imoralidade irá consumí-lo. Tira muito de você. Segundo, você está, apenas, sendo usado. Você atende a uma necessidade de momento mas, depois que você é "consumido", outra pessoa segue em frente.)

D. Leia Provérbios 6:27-28. Será que alguém acha que pode colocar fogo no peito, sem se queimar? (Pessoas que têm casos amorosos acham que serão capazes de mantê-los em segredo. É um segredinho divertido. Provérbios nos ensina que é uma idéia boba.  O segredo será descoberto e você vai se queimar.)

E. Leia Provérbios 6:30-35. Estes versículos traçam um paralelo entre roubar para comer e roubar "amor". Como as pessoas reagem a estes dois diferentes pecados? (As pessoas entendem porque alguém roubaria para comer mas, não compreendem o adultério. Se você roubar comida, existe uma pena estabelecida. Se alguém roubar o cônjuge de outra pessoa, a si mesmo se destrói.)

F. Por um momento, vamos examinar a realidade apresentada aqui. Compare Deuteronômio 17:17 com 1 Reis 11:3-4. Isto é o cúmulo da hipocrisia: um cara que dormiu com 1.000 mulheres, pregando um sermão para nós, para que mantenhamos nossos olhos, mentes e mãos, longe de alguém que não sejam, unicamente, nossos cônjuges? (Obviamente, há uma lacuna significativa entre a instrução do nosso professor e sua performance. Entretanto, 1 Reis nos diz que Salomão foi desviado por suas esposas. Salomão sabia do que estava falando.)

1. Leia Mateus 23:2-3 e Mateus 7:15-18.  Como conciliar estas duas idéias? (Frequentemente, eu brinco sobre a hipocrisia ser subestimada. Existem pessoas más, que fazem coisas más - você deveria evitar seus ensinamentos. Ao mesmo tempo, existem pessoas cujas vidas não coincidem com seus ensinamentos, mas elas ensinam o que é certo. Salomão estava dando os conselhos certos.)

III. A Analogia

A. Leia Provérbios 7:10-14. Por que esta mulher mencionaria “ofertas de comunhão”? (Isto sugere uma máscara de verniz na prática religiosa. Tudo bem, porque somos religiosos.)

B. Leia Provérbios 7:18-20. Na introdução, discutimos sobre formação religiosa. Agora, estamos mergulhados em adultério e prostituição, por meio de muitos versículos. As 1.000 mulheres do rei Salomão, realmente, gastaram tanto espaço, por causa da questão da infidelidade conjugal?

1. Olhe estes versículos, cuidadosamente: que argumentos esta mulher estava usando? (Isso vai ser divertido e posso provar que não será perigoso.)

C. Leia Provérbios 7:22-23. Será que sexo fora do casamento causa danos ao fígado? É, realmente, como cometer suicídio? (Acho que Salomão estava falando de um quadro mais amplo. Ele nos disse que o pecado e a falsa crença têm um atrativo real. Existe uma pseudo-lógica, uma pseudo-espiritualidade e, uma promessa de prazer. Mas, tudo leva a uma morte dolorosa.)

D. Leia Zacarias 5:6-8. Ao que a iniquidade do povo é comparada? (A uma mulher.)

E. Leia Zacarias 5:9-11. Por que você construiria uma casa, para uma cesta? (Isto, obviamente, é simbólico. A mulher representa o mal e, Babilônia será o anfitrião, o lugar onde habitará o mal.)

F. Leia Provérbios 7:24-27. Levando em consideração Zacarias, você acha que esses versículos estão abordando a questão do pecado sexual? (“Uma grande multidão” não parece se encaixar na nossa história original de um jovem caminhando para a casa de uma prostituta (Provérbios 7:7-8). Em vez disto, soa como pecados em geral.)

1. Estes versículos começam com “dê atenção” e terminam dizendo que isso leva à morte.  Por que você insistiria para alguém prestar atenção a algo que o levaria a morte?

2. Quão rápida é a morte proveniente do pecado? (Aparentemente não tão rápida para garantir, automaticamente, a atenção. Meu filho é médico e ele diz que quando dá conselhos médicos para pacientes com câncer, eles ficam muito atentos e fazem o que ele recomenda. Por outro lado, pacientes com síndrome metabólica (pressão alta, colesterol alto, elevada taxa de açúcar no sangue, que leva ao diabetes) não prestam atenção e, raramente, fazem o que ele sugere. Ambos levam a morte e, diabetes pode significar morte dolorosa. Por que a diferença? (Pacientes com câncer acham que enfrentarão a morte agora e, os que têm síndrome metabólica acham que têm muito tempo.)

3. Começamos falando de instrução para nossos filhos. Isso é parte do problema - estamos falando como o pecado leva a morte e, eles ficam pensando: "eu não vou morrer tão cedo”?

a. Se eu estiver certo, o que deveríamos ensinar para nossos filhos? (Deveríamos, ainda, falar sobre o resultado final do pecado, mas acho que é melhor nos concentrarmos no resultado negativo imediato do pecado.)

4. Um passo atrás, por um momento. Uma das minhas queixas, na minha juventude, era o foco no pecado, ao invés de focar na graça.  Será que eu (nós) caímos no erro da geração anterior? (Acredito que ambas as mensagens são apropriadas para nossos filhos: graça e julgamento para aqueles que recusam a graça.)

G. Amigo, você vai levar a sério a tentação, em sua vida? Você vai levar a sério a instrução religiosa de seus filhos? Estas são questões de vida ou morte!

IV. Na próxima semana: "Sabedoria Divina"

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************

domingo, 4 de janeiro de 2015

Lição 02 - “Dos Ouvidos aos Pés”


(Provérbios 4-6) 
Introdução: Uma dica que compartilho com jovens pastores é que os sermões precisam ser preenchidos com histórias. Isso pode parecer ilógico. Se você tiver 20-30 minutos para um sermão, você precisa embalar a parte comestível, tanto quanto possível, e evitar as penugens, certo?  Errado! Lembro-me de um pregador que passava de um texto bíblico para outro, para poder bater seu ponto. Nenhum grama de “gordura” em seu sermão. Porém, uma hora mais tarde, ninguém conseguia lembrar o que ele dissera. Se seu sermão foi ouvido, não colou. As pessoas escutam as  histórias e estas fazem valer o momento. Lembrando um ponto que ajuda a modelar suas decisões: Jesus demonstrava isso em Sua parábolas. Ouvir, para tomar decisões certas, é o ponto de partida de nossa lição, nesta semana. Então, vamos pular direto para nosso estudo bíblico!

I. Prestando Atenção e Saúde

A. Leia Provérbios 4:20. Qual é a coisa mais importante para quem fala? (Ter alguém  "prestando atenção".)

1. Você acha que isto é mais fácil, hoje em dia, do que quando você era jovem? (Nos dias de hoje, os vídeos e os "smartphones" são uma verdadeira concorrência, para ter alguém prestando atenção.)

B. Leia Provérbios 4:21. Qual é a segunda coisa importante, para quem fala? (Que suas palavras não sejam esquecidas. Que sejam colocadas em prática.)

C. Lembro de um estudo no qual foi constatado que a capacidade de concentração dos jurados é de sete minutos. Imaginem só! Um ambiente estranho, um tribunal,  onde vidas ou propriedades particulares dependem de sua decisão e, sua capacidade de concentração é de apenas sete minutos! Imagine o que significa isto na igreja. Eu mencionei histórias porém, o que mais você pode fazer para estimular alguém a prestar atenção nas suas palavras? (Tanto na minha classe bíblica, quanto nas aulas de Direito, eu me movimento muito quando ensino. Fazer muitas perguntas, pedir a participação do público, manter um estado de espírito alegre e recursos visuais são tudo parte de minha estratégia, para manter o auditório focado. Você deve ter notado que grande parte da Bíblia é composta de histórias.)

D. Leia Provérbios 4:22. Aparentemente, esta é uma afirmação estranha. Você quer que os outros aprendam com você, mas o resultado tem a ver com vida e saúde. Você está ensinando sobre nutrição? (Lembre-se que o assunto é a sabedoria de Deus. Seguir os planos de Deus para sua vida promove a longevidade (veja Provérbios 3:1-2) e   mais saúde (veja Provérbios 3:7-8).)

1. Quando Provérbios 4:22 promete “saúde para todo o seu ser”, você acha que isso inclui saúde mental?

E. Leia Provérbios 1:1, Eclesiastes 9:5 e Eclesiastes 9:9. Provérbios nos diz que Salomão foi o escritor/editor de Provérbios. Estes textos, em Eclesiastes, soam como se tivessem sido escritos por alguém com perfeita saúde mental? (A leitura dos escritos de Salomão me fazem pensar que ele sofria de depressão. Eclesiastes 9:5 é, frequentemente, citado com respeito ao estado dos mortos, mas isto não faz sentido para mim, porque a frase seguinte diz que aos mortos “não haverá mais recompensa”. Nenhum cristão, que acredite no céu, acha que os mortos em Jesus “não terão recompensa”. Essa afirmação é de um homem deprimido.)

1. Se eu estiver correto, que o rei Salomão sofria de depressão, o que isso diz, sobre a declaração dele, de que a sabedoria dá “saúde a todo o corpo do homem”? (Isso dá maior credibilidade as suas palavras. Uma pessoa que sofre de depressão entenderia a vantagem de seguir a sabedoria de Deus. Sabemos que Salomão nem sempre seguiu seus próprios conselhos. Assim, ele entendeu que seguir o caminho de Deus ajuda a lidar com as questões de saúde.)

F. Leia Provérbios 4:23-25. Quando você ouve palavras de sabedoria e tenta colocá-las em ação, o que você deveria fazer, ao mesmo tempo? (Você precisa tomar algumas ações defensivas. Você precisa guardar o que vem a sua mente (seu coração). Isso tem a ver com o que você vê, com seus objetivos e com o que você diz.)

II. Fidelidade e Prosperidade

A. Leia Provérbios 5:1-4. Por que as pessoas têm relações sexuais fora do casamento? (Gostamos de doçura. Estes versículos sugerem atração.)

1. Por que a “voz suave” faz parte disto? Duvido que a maioria das pessoas que têm casos de amor, os tem por causa da habilidade de falar em público! (Acho que a maioria das pessoas têm seus casos por causa do ego. É um grande elogio que alguém que não seja seu cônjuge esteja atraído por você. É aí que a “voz suave ”torna-se relevante.)

2. Qual é o fim da doçura e da massagem no ego? (Amargura.)

3. O que você acha que significa espada de dois gumes? (Aquele(a) com quem você tem um caso te fará sofrer.) 

B. Leia Provérbios 5:7-8. Qual é o conselho prático para evitar ter um caso? (Não chegue perto! Fique longe!)

1. Esta é a reação da maioria das pessoas? (Você gosta de mel e de massagem no ego, então o coração natural começa a pensar que, mesmo tão próximo quanto possível, o perigo pode ser evitado.)

C. Leia Provérbios 5:9-10. Como este fatalidade se encaixa com a idéia da massagem no ego? (Ocorre, exatamente, o oposto. Você perde sua honra, sua dignidade, e sua riqueza.)

1. Salomão estava inventando ou isto correspondia a sua percepção da realidade?

D. Leia Provérbios 5:15-18. Esta é uma figura de linguagem interessante. O que a água traz? (Vida. A relação sexual traz vida. A idéia é que a relação sexual é algo especial entre marido e mulher.)

1. Minha esposa (sou casado há quarenta anos) assinala, regularmente, que mulheres cujos maridos as deixaram, estavam com seus cinquenta anos. Estes homens não se alegraram com a esposa de sua juventude. Por que não? (Geralmente, eles encontram uma mulher mais jovem. Este é o aspecto da “doçura” das coisas. A Bíblia diz que ela se transforma em fel. Talvez o fel chegue quando a nova esposa perceber que está casada com um homem velho! Casais que estão casados há muito tempo percebem a alegria duradoura no relacionamento - pelo menos, este é o objetivo.)

III. Prudência e Dinheiro

A. Leia Provérbios 6:1-2. Qual é o problema? (Você fez uma promessa de cumprir algo para seu amigo ou para seu próximo. Um exemplo comum seria avalizar um empréstimo para um amigo.)

B. Leia Provérbios 6:3-5. Qual é a solução para este tipo de problema? (Em primeiro lugar, não fazer isto!)


1. E se você já fez isto? O que o versículo 3 está nos dizendo com “insista, incomode seu próximo”? (Você precisa perseguir aquele a quem você concordou apoiar, com a certeza de que ele cumprirá suas obrigações. O amigo precisa ser perseguido até liquidar seu empréstimo.)

2. Que outra solução este texto nos dá? (Agir rapidamente. Ficar atento para resolver o problema.)

C. Leia Provérbios 6:6-7. Quem é aconselhado a observar a formiga? (A pessoa preguiçosa.)

1. Por que o texto assinala que a formiga não tem governante? (A formiga é "auto-suficiente”. Ela não necessita do auxílio de ninguém para trabalhar.)

a. Você acha que estes versículos dizem alguma coisa sobre a preferência de Deus, quanto a forma de governar? (Ele nos diz que o sucesso no trabalho não depende da intervenção do governo.)

D. Leia Provérbios 6:8. Por que é importante para a formiga "armazenar suas provisões no verão e, ajuntar seu alimento, na época da colheita"? (Quando existe trabalho, quando ele está disponível, a formiga faz o que é necessário.)

1. Qual é a lição para nós? (Não procrastinar {deixar para mais tarde}.)

E. Leia Provérbios 6:9-11. Li, recentemente, uma matéria que constatou que os americanos não dormem o suficiente. Esses americanos deveriam ler este texto e dar, eles mesmos, um tapinha em suas costas? 

1. Por que dormir é comparado a um ladrão armado? (A preguiça privará você de coisas - exatamente, como o ladrão. Apesar das estatísticas sobre o sono, este é um cuidado sobre deixar o trabalho para depois. Se você seguir nesse raciocínio, então a pobreza é um problema.)

2. Recentemente, finalizamos um estudo em Tiago, que tinha algumas aparas a dizer a respeito dos ricos. Enquanto os americanos podem não estar dormindo o suficiente, um estudo de 2013 mostrou que somente 58,6% estão trabalhando. O que isso sugere sobre a fonte da pobreza? (As pessoas precisam olhar para a formiga e trabalhar quando elas puderem.)

F. Amigo, nós temos feito progressos significativos! Em uma frase, o que podemos aprender? Ouça Deus, expresse Suas palavras, na prática, e você poderá gozar de saúde, ter um casamento melhor e mais dinheiro. Você vai tomar este caminho para o sucesso?

IV. Na próxima semana: "Uma Questão de Vida ou Morte"   

Tradução: Denise de Mesquita

**********************************

Direito de Cópia de 2015, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.

Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2015.html"

**********************************